sexta-feira, 21 de março de 2014

O segredo por trás dos sucos industrializados

Recentemente através de pesquisas realizadas pelo Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), foi constatado que a maioria das amostras coletadas de sucos de caixinhas não tem a quantidade mínima de polpa ou suco de fruta exigida por lei e a quantidade de frutas nesses produtos pode surpreender você. 



A maioria das bebidas contém doses exageradas de açúcar. Devido à dificuldade de conseguirmos essas informações nos rótulos e a preocupação com as bebidas de fruta que as famílias estão consumindo, a produtora 10e20 filmes resolveu criar um experimento com algumas crianças e mães para saber o que elas pensam a respeito e se realmente estão preocupadas em relação a isso.

O resultado mostrou que nos refrescos em pó, há 19 vezes mais açúcar do que fruta. Se isso é muito ou pouco não é essa a questão, pois o ponto que queremos chegar é que a portaria que deveria regulamentar isso faz exatamente o oposto e ainda especifica que não há limite máximo de açúcar, portanto, não há nada de errado nisso, pois está tudo dentro da lei.

É aquela questão já bastante conhecida: Será que os donos das empresas se preocupam na saúde e no bem-estar das pessoas ou eles somente estão pensando no dinheiro em obter um lucro maior? Diante disso, podemos observar que nem tudo está perdido, pois se você ficou indignado com os sucos e néctares industrializados que estamos dando às nossas crianças, saiba que é possível fazer algo para mudar isso. Para isto, acesse e agite antes de beber. Assista ao experimento no vídeo abaixo.



Nota: O que você achou do vídeo?

8 comentários:

  1. Serve de aviso para prestarmos mais atenção ao que consumimos ou damos a terceiros (principalmente crianças).

    ResponderExcluir
  2. Pais ignorantes, filhos prejudicados... Não esperem que as indústrias cuidem dos seus filhos

    ResponderExcluir
  3. Pra que ofender os pais Sr. Xongas?. O Sr. não sai de casa, não viaja pra lugar algum, vive em seu mundinho todo certinho, e com certeza não tem filhos, é isso?. Nem sempre é possível os pais levarem toda a comida em uma viagem longa. Então a alternativa, é comprar nas paradas, o que tiver de melhor em alimentação, e sabe-se que nem sempre é possível encontrar algo adequado. Fazer o que então, todo mundo passar fome?. É obrigação sim, dos órgãos fiscalizadores exigir destas empresas mais seriedade e respeito, quando fabricam um alimento e colocam no mercado. As pessoas tem o direito de não serem enganadas. Definitivamente NÃO somos um País sério. Em Países mais avançados, esta prática seria considerado crime, punível de cadeia!.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo bestalhão: A culpa é dos pais,sim, que dão aos filhos essas porcarias artificiais.Digo artificias porque vem é o que vem exatamente escrito na embalagem :PRODUTO ARTIFICIAL A BASE DE AÇUCAR.É um produto legalmente produzido e comercializado que pode ser tomado esporadicamente ou eventualmente.Cabe aos pais a RESPOSABILIDADE de orientar os filhos a não exagerar no consumo desses produtosa e mostrar OPÇÕES mais saúdáveis e ás vezes até mais baratas.É fácil ficar cobrando que o governo proíba tudo de ruim e dar uma de vítima.No seu caso, o governo deveria proibir você de ser tão burro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é culpa dos pais cara, alguns talvez mas não todos, mas a culpa é 100% da lei ruim que não coloca limite no açúcar e na quantidade de fruta, falta fiscalização e sem contar que não é tudo aquilo que colocam no rótulo falta informações, então ou seja muitos consumidores são enganados e não os pais que são culpado

      Excluir
  5. Ei kid nero, vai tomar no centro nervoso do teu cú

    ResponderExcluir
  6. é pessoal, vamo toma suquim de fruta

    ResponderExcluir
  7. E porque eu acreditaria em um departamento governamental para fazer a minha reclamação?

    ResponderExcluir

Buscar

 

Facebook

Publicações recentes


Parceiros

CupomVálido
Jogos Friv

Arquivos