sexta-feira, 6 de março de 2015

Quem são os hippies de hoje em nosso país?

Este é o documentário chamado "Malucos de Estrada II" que mostra como é o cotidiano dos hippies de hoje, além de evidenciar os diferentes tipos de visões que os "malucos" possuem. Nesta busca da liberdade de cada indivíduo, eles relatam que não é preciso de supérfluos para viver a vida em sua forma mais simples.



O artista plástico Eduardo Marinho, por exemplo, mostra como a nata da população está a serviço do condicionamento mental vendendo valores falsos e padrões de condicionamento para satisfazer a sociedade. Aliás, todo e qualquer homem que ousa desafiar os valores estabelecidos pelo sistema é considerado louco. Afinal, quem é louco? Neste sentido, ele e os demais indivíduos compartilham as suas perspectivas únicas e profundas da vida urbana e ainda conseguem fazer as pessoas lembrarem-se das coisas que elas sabem, mas, geralmente, esquecem.

Os "malucos de estrada" são os protagonistas/atores sociais de uma expressão cultural brasileira que apresenta características singulares, comportando uma cosmovisão, práticas, estilos de vida, fazeres e saberes. No entanto, nos últimos quarenta anos de sua existência tem sido folclorizada ou até mesmo criminalizada pela sociedade e instituições públicas devido a sua invisibilidade e a falta de reconhecimento por parte dos gestores da cultura.

O objetivo do projeto busca esclarecer a sociedade sobre a riqueza de valores deste universo cultural e colocar em discussão o atual processo de repressão que os artesãos vêm sofrendo. O movimento é, sobretudo, uma luta para que vivamos de fato numa sociedade democrática que conviva com as diferentes visões, interesses e saberes, potencializando ao máximo o bem-estar coletivo.



Nota: O que você achou do vídeo?

Um comentário:

  1. O problema de quem exerce o modo alternativo de viver em sociedade, especialmente à margem do sistema estabelecido, é não aceitar que muitos apenas querem viver dentro do sistema estabelecido! E mais, muitos não concordam que viver a margem do sistema é um jeito muito mais saudável ou mais interessante ou seja lá o que for que atrai alguns para isso! Daí os chamados "hippies" como a matéria a eles refere-se viverem estes momentos antagônicos.

    ResponderExcluir

Buscar

 

Facebook

Publicações recentes


Parceiros

CupomVálido
Jogos Friv

Arquivos