quarta-feira, 29 de julho de 2015

Lições que tiramos sobre o uso do smartphone

Digitar e dirigir ao mesmo tempo, checar as redes sociais o tempo todo sem dar atenção a quem está ao lado, caminhar e ler conteúdos no celular sem olhar por onde passa, perder a piada na roda de amigos porque estava focado no smartphone. Se essas situações parecem familiares, então prepare para refletir.


É exatamente esta discussão que a operadora Vivo convida os brasileiros a iniciarem com a campanha #UsarBemPegaBem. Trata-se da primeira empresa de telecomunicações do Brasil a promover a discussão sobre o tema da conexão consciente e o comportamento das pessoas em relação ao celular. "A Vivo, como líder de mercado, acredita na importância de iniciar essa conversa, de forma a provocar uma reflexão social construtiva, de credibilidade e sem juízo de valor", afirma Cris Duclos, diretora de Imagem e Comunicação da empresa. No comercial são apresentadas várias situações cotidianas de pessoas interagindo com seus smartphones. O objetivo é estimular o público a refletir se estamos realmente usando o celular da maneira saudável. Ao final, o comercial fecha com a assinatura: "Celular, usar bem pega bem".

Curiosamente, este é um comercial que vai de encontro na contramão daquelas campanhas publicitárias convencionais sem empurrar nada goela abaixo ao consumidor [pausa para um recado importante]. Além disso, o que podemos observar é que algumas pessoas aproveitaram da oportunidade para poder expressar a inconformidade com o próprio serviço e o atendimento prestado pela operadora. Ora, se por um lado os sites treinam as pessoas para se automatizarem a um padrão de comportamento que eles desejam, por outro, as pessoas querem ser notadas e, para isso, a autoestima acaba sendo a principal medida através da quantidade de amigos e acessos, simplesmente por se importar com aparência e números na internet.

Diante disso, surgem algumas questões: E se as redes sociais não fossem tão sociais? Quem será que está controlando quem? Será que as pessoas ainda lembram como era a vida antes da internet? Será que esses dispositivos denominados "smart" não estariam tornando as pessoas mais preguiçosas? Será que as pessoas estão pensando apenas no dinheiro ou na saúde que estão sendo oferecidas a elas? Pois é, talvez seja preciso repensar algumas coisas importantes como os direitos autorais, na identidade, ética, governança, privacidade, no amor, na família e em nós mesmos. Afinal, nós somos a máquina ou ela está nos usando?

Entretanto, quando você decidiu criar sua conta para entrar na rede social e que, provavelmente também já deve ter lido os termos de uso, deveria saber que vivemos em público dentro de um Big Brother, não é mesmo? Aliás, você e mais milhares desses participantes é que fazem a roda girar, até porque há muitos espectadores que ficam olhando você o dia inteiro. Como diria o Pedro Bial quando algum participante era eliminado da "casa" (no caso, da rede social) MENOS vigiada: "Vem pra cá, garoto!" para descobrir a realidade sobre a sua vida. Enfim, esteja bem temperado e prepare-se para ser comido, mas não se esqueça de ser uma refeição inesquecível nesse show da vida. A criação é da agência DM9DDB.



Nota: O que você achou do vídeo?

0  comentários:

Postar um comentário

Buscar

 

Facebook

Publicações recentes


Parceiros

CupomVálido
Jogos Friv

Arquivos