quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Campanha mostra assédio dentro das agências

É das agências de publicidade que saem as campanhas de conscientização da violência contra as mulheres, porém, quando lançamos um olhar para dentro das equipes nas empresas, percebemos que a teoria está muito longe da prática. É hora de ir mais além do portfólio e questionar o machismo nesses ambientes.


Por isso, o clima é fundamental dentro de uma agência de propaganda. E isso não tem nada a ver com o ar-condicionado. Pra aguentar tanta pressão com tão pouco prazo, só mesmo criando uma cultura amigável, de respeito e tolerância. Aliás, a propaganda tem sido machista deste sempre. Finalmente, surge um mea-culpa das agências pra fora. Faltava fazer isso da porta da recepção pra dentro. Assim surgiu a campanha "Bullying Motivacional" criada pela agência TagZag, de João Pessoa, na Paraíba, no último dia 26, no qual é comemorado o Dia Internacional da Igualdade da Mulher.

Os dados são chocantes: Uma pesquisa feita por um grupo de publicitárias fez um levantamento com 200 profissionais dos nove estados da região e constatou que 71% delas já haviam sido vítimas de assédio em agências. Além disso, a pesquisa também destaca que 39% das mulheres já tiveram que usar roupas para agradar clientes ou chefes e 54% delas foram humilhadas no trabalho por serem mulheres. De acordo com Carol Crozara, a idealizadora do projeto, "É necessário criar gatilhos para evitar o assédio e, por tabela, reduzir o machismo nas agências. Não é fácil, sempre tem muita coisa envolvida. Mas ficar em silêncio só ajuda a manter o ambiente confortável para os assediadores".



Nota: O que você achou do vídeo?

0  comentários:

Postar um comentário

Buscar

 

Facebook

Publicações recentes


Parceiros

CupomVálido

Arquivos