sábado, 11 de agosto de 2018

O protesto do frete abusivo contra os Correios

Com a crise política no Brasil, os brasileiros estão cada vez mais preocupados com questões políticas que ocorrem no país. E para piorar ainda, os Correios resolveram aplicar um aumento de 51% de imposto para compras e vendas realizadas pela internet, impactando um dos poucos setores que registram crescimento.


Diante deste cenário, a agência REF+ convidou o Mercado Livre para que o assunto pudesse trazer à tona essa questão ao lançar um protesto contra os Correios com a hashtag #FreteAbusivoNão pelo direito de comprar on-line com um envio justo. Tudo o que os vendedores tinham que fazer era escrever a hashtag na caixa, ou no envelope e colocar o protesto dentro dos Correios, para que eles mesmos espalhassem para todo o Brasil. Com zero investimento, a campanha impactou milhões de brasileiros.

Segundo o Mercado Livre, este aumento dos valores de frete atinge tanto o vendedor quanto o comprador. "Além de ser abusivo quando comparado com o índice de inflação, que fechou em 3%, não é justo que milhares de vendedores que dependem do marketplace como sua principal fonte de renda e milhões de consumidores, principalmente os que moram em áreas mais distantes dos grandes centros, paguem pela ineficiência dos Correios", destaca Leandro Soares, diretor de Mercado Envios para a América Latina.


Nota: O que você achou da ação?

0  comentários:

Postar um comentário

Buscar

 

Facebook

Publicações recentes


Parceiros

CupomVálido