terça-feira, 19 de outubro de 2021

A homenagem e sinfonia na orquestra da vida

Em homenagem especial aos profissionais de medicina no Dia do Médico, celebrado na segunda-feira (18), o Idomed (Instituto de Educação Médica) convidou o maestro Jarbas Agnelli para dar o tom da campanha intitulada "Orquestra da Vida" criada pela Suno United Creators e produzida pela Birds on the Wires.

O objetivo desta campanha é celebrar e enaltecer toda a comunidade médica, estudantes, professores e demais colaboradores. O especialista elaborou um concerto com sons de vários instrumentos médicos, como respirador, exame da cavidade oral (oroscopia), ultrassonografia obstétrica, teste ergométrico (de esforço), ressonância magnética, carimbo, escovação cirúrgica das mãos, retirada de luvas estéreis, entre outros.

Ao misturar os instrumentos musicais juntamente com os aparelhos médicos, cria-se uma composição única de exaltação à vida. Aliás, "Ressignificar os sons dos aparelhos e instrumentos médicos a partir da música, para criar uma leitura única e celebrar a vida, foi um belo insight. Sem dúvida nenhuma, a Orquestra da Vida será uma homenagem para todos os médicos que são grandes maestros da vida, responsáveis por garantir o funcionamento correto do corpo, gerenciar uma equipe durante uma cirurgia e salvar vidas. Eles são verdadeiros heróis e essa foi uma forma que encontramos de demostrar todo o nosso agradecimento a esses profissionais", afirma Marcel Desco, vice-presidente de Marketing do Idomed.

Nota: O que você achou do vídeo?

terça-feira, 12 de outubro de 2021

Questionar o presente para construir o futuro

Se a pergunta de uma criança pode transformar o futuro, então que sejamos mais crianças, todos os dias. Criada pela agência Publicis Brasil e sem preconceitos ou vieses inconscientes, a nova campanha intitulada "Rodas dos Porquês", em parceria com o grupo Palavra Cantada destaca a importância da curiosidade.

"Por que tem tanto lugar sem rampa para mim?"; "Por que tem pouca boneca com cabelo igual ao meu?"; "Por que menino não pode gostar de princesa?" são algumas das indagações trazidas na campanha e que foram incorporadas à música, acompanhada de um coral de crianças.

No filme, os pequenos entram na "Roda dos Porquês" e tocam instrumentos como guitarra, piano, bateria, violino, entre outros. Em um ambiente bastante descontraído, eles dançam e se divertem ao som da canção. A escolha do casting foi um ponto importante da produção, que apostou na diversidade. No elenco está o menino Carlos, que é surdo e faz a tradução para Libras (Língua Brasileira de Sinais). Ao final, a campanha assina com a mensagem: "É questionando o presente que se constrói o futuro".

"Gerar conversas e reflexões é algo que temos buscado incansavelmente em nossa comunicação. Mas poder fazer isso se inspirando no olhar da criança foi realmente especial. Deixar de lado o formato publicitário tradicional vai, sem dúvida, ajudar a transmitir essa mensagem tão importante e reforçar o conceito poderoso de que todos precisamos ser mais crianças", comenta o diretor de Marketing do Bradesco, Márcio Parizotto. Confira o vídeo da campanha abaixo. 

Nota: O que você achou do vídeo?

quarta-feira, 6 de outubro de 2021

O Natal antecipado ainda no mês de outubro

Os anúncios de Natal estão começando cada vez mais cedo. A primeira semana de novembro se tornou a norma. Porém, este ano, a varejista online Very resolveu sair na frente. A campanha criada pela agência Grey, de Londres, mostra aos consumidores que o mundo precisa de um pouco de alegria neste momento.

A campanha intitulada "It's the very best excuse" (É a melhor desculpa) dirigida por Frank Todaro destaca o Natal como a melhor desculpa para se safar de quase tudo, tendo como alvo os consumidores que gostam de planejar com antecedência o período festivo de final de ano. O comercial começa apresentando de forma bem-humorada justamente a questão de ter lançado a campanha tão antes da hora.

Enquanto as crianças saem fantasiadas pelas ruas para celebrar o Dia das Bruxas, elas são surpreendidas por uma família usando suéteres decorando sua casa e oferecendo tortas de Natal britânicas em clima de Natal, o que deixa as crianças no momento confusas com a situação sem entender o que está acontecendo.

A música é uma versão atualizada de "Holly Jolly Christmas". A explicação do lançamento antecipado da campanha tem origem nos dados da varejista online, que mostram que os termos de pesquisa relacionados ao Natal, tanto no site quanto por meio de mecanismos de pesquisa externos, começaram no início deste ano, com números começando a aumentar a partir do início de agosto.

Nota: O que você achou do vídeo?

quarta-feira, 29 de setembro de 2021

Carreta Furacão sem carreta em novos tempos

Depois de transformar seu "Drive-Thru" de Drive-Tudo com o intuito de tornar o serviço mais democrático, agora, a rede de fast-food do McDonald's resolveu se unir ao grupo do Carreta Furacão. A nova campanha convida os consumidores a passarem no local usando meios de transportes alternativos de sua preferência.

Criada pela agência Galeria, a campanha utiliza os personagens tradicionais já conhecidos do grupo pelo público para reforçar a mensagem de conveniência do serviço diante do cenário econômico atual. Além do filme, como parte da estratégia na segunda-feira (04), o McDonald's irá oferecer uma McFritas Média extra para quem passar no Drive-Tudo sem carro e resolver comprar uma McOferta. No aplicativo, também será possível resgatar cupons especiais de descontos chamados de "Cuponzeta Furacão".

A mudança de Drive-Thru para Drive-Tudo está alinhada ao fato de que o "carro deixou de ser considerado um transporte essencial" (porque brevemente tudo poderá ser alugado e você não possuirá nada e será feliz) principalmente para o público mais jovem, e também pela crescente adesão dos brasileiros aos mais diferentes tipos de locomoção. A campanha também terá desdobramentos nas redes sociais, onde os influenciadores como Saquinho de Lixo, Andressa Fontinele, Ju Muniz e Nina Gabriella irão incentivar a passadinha no Drive-Tudo sem carro. Confira essa campanha no vídeo abaixo.


Nota: O que você achou do vídeo?

quarta-feira, 22 de setembro de 2021

A consciência com o futurista Gerd Leonhard

Está entusiasmado com o futuro ou preocupado? Eis a indagação do futurista Gerd Leonhard. Hoje em dia, parece que à nossa volta está a ficar cada vez mais sombrio. Netflix e Hollywood estão a falar-nos sobre cenários distópicos, bem como as notícias estão a mostrar mais desastres com as alterações climáticas.

E claro, no final, os robôs vão tirar-nos os nossos empregos, e depois vão colher os nossos corpos para obter energia. No entanto, apesar de todo esse barulho, o futurista Gerd Leonhard nesta série intitulada de "The Good Future" (O bom futuro), ele oferece um caminho de esperança, pois o futuro não é algo que simplesmente acontece conosco, ele é algo que criamos todos os dias, por ação ou inação. Se o futuro é bom ou ruim, depende inteiramente de nós.

O futurista diz que nos últimos anos, observou o aumento da adoção de uma visão bastante negativa do futuro, e não apenas por causa da recente pandemia. Isso porque as pessoas costumam citar as questões urgentes de mudança climática, aumento do populismo, notícias falsas, ameaças de automação e medo do desemprego tecnológico, inteligência artificial fora de controle e tendências de desigualdade incômodas como prova de que o futuro será ruim, e que temos razão em temê-lo.

Ele diz que acredita também que a bondade humana e a capacidade de colaboração prevalecerão, porque teremos toda tecnologia, mas será que teremos a vontade? Além disso, no bom futuro do trabalho, ele fala que o trabalho principal é ser humano, isso porque ele tentou durante muito tempo usar a tecnologia para trabalhar menos e não funcionou. Ao final, o autor mostra para nós aquilo que chama de "a mentalidade pronta para o futuro" quando você faz as suas escolhas, isto é, não fornecendo os seus dados as empresas que irão abusão deles, o que na prática é quase inevitável porque não sabemos como os dados são usados.


Nota: O que você achou do vídeo?

terça-feira, 14 de setembro de 2021

O motoboy é o novo herói de nosso cotidiano?

Com o crescimento dos entregadores através dos aplicativos, uma categoria de trabalhadores se destaca: os motoboys. Trabalham diariamente entregando comida para milhares de pessoas e percorrendo grandes distâncias. E em tempos de isolamento social, essa demanda aumentou, só que a concorrência também.

Enquanto para quem usa o aplicativo traz mais segurança e conveniência, já para aqueles que entregam a situação é o inverso. Esses são os desafios que os entregadores de comida enfrentam. Para a maioria dos entregadores, trabalhar mais e receber menos pelos pedidos já se transformou em uma realidade. E para promover o aguardado lançamento do iPhone 13, a Apple resolveu colocar no ar nesta terça-feira (14), a sua mais recente campanha que faz um contraste com a realidade brasileira no qual vivemos.

Comprar uma moto ou um aparelho de celular mais recente como um iPhone 13? Eis a questão. Com preços ainda mais altos, os usuários nas redes sociais reclamam que o valor do aparelho é bem surreal e que não mudou absolutamente nada para que compensasse o seu custo. O objetivo desta campanha é mostrar como um motoboy que é protagonista do filme consegue enfrentar todos os seus desafios que aparecem no dia a dia. A propósito, você se lembra de como era a vida antes dos aplicativos ou já se tornou dependente?

Nota: O que você achou do vídeo?

quarta-feira, 1 de setembro de 2021

Matemática alternativa na era da pós-verdade

O curta-metragem chamado "Alternative math" (Matemática alternativa) dirigido por David Maddox aborda a questão da aprendizagem da lógica matemática e o seu conflito de diferentes pontos de vista com todos aqueles que a rodeiam, tanto no espaço da escola, quanto em âmbitos mais amplos, chegando até à mídia.

Nele, uma professora de matemática bem-intencionada tenta ensinar a uma criança que dois mais dois são quatro, porém, ela acaba sendo vítima da era da pós-verdade dos tempos modernos e consequentemente disso, acaba sendo ainda redirecionada em prol dos interesses de grupos financeiros. O uso do termo pós-verdade consiste na criação de uma palavra ou expressão nova, ou na atribuição de um novo sentido a uma palavra já existente que descreve a situação na qual, na hora de criar e modelar a opinião pública, os fatos objetivos têm menos influência que os apelos às emoções e às crenças pessoais.

A partir do ano de 2018, os comentaristas políticos identificaram a política pós-verdade como ascendente em muitos países, principalmente na Austrália, Brasil, Índia, Rússia, Reino Unido e Estados Unidos, entre outros. Como em outras áreas de debate, isso está sendo impulsionado por uma combinação do ciclo de notícias de 24 horas, balanço falso nos relatórios de notícias e a crescente onipresença das mídias sociais e sites de notícias falsas. Aproveite para ativar as legendas em português no vídeo abaixo.

Nota: O que você achou do vídeo?

Buscar

 

Facebook

Publicações recentes


Parceiros

CupomVálido