sexta-feira, 17 de maio de 2019

Google é o novo Deus dos tempos modernos?

Há mais evidências para a existência do Google do que qualquer outro Deus adorado hoje. Nos próximos anos, a transformação digital irá trazer grandes mudanças. Quando você olha de maneira geral muita coisa está acontecendo e a noção de tecnologia está impactando perversamente todos os ramos de nossas vidas.


E mais, toda indústria operária em todas as partes do planeta. Neste sentido, surge a questão: Será que o mundo está preparado para a quarta revolução industrial? De acordo com o fundador do Google, ele diz: "Nós estamos literalmente começando o potencial dessa unificação. Google não se trata de mais um motor de busca, se trata da criação de um Deus". 

Na palestra do Trevor Paglen sobre "Invisible Images of Surveillance" (Imagens Invisíveis de Vigilância), ele diz que quando falamos sobre vigilância, estamos falando sobre todos os tipos de câmeras autônomas que detectam quando alguém está fazendo algo errado e tomam as medidas necessárias, tudo de forma pré-estabelecida através dos algoritmos, as forças invisíveis do cotidiano. Em 2020, o número de sensores na superfície da Terra irá aumentar drasticamente.

E para compreender melhor esse cenário, Trevor desenvolveu um projeto para ver aonde esses sistemas se juntam e se convergem, pois é a parte importante das comunicações globais e também para o sistema de vigilância. Nesses lugares muito específicos é coletada a maior parte dos dados que está vindo pelos sistemas de comunicação do planeta. E quais são os pontos em que um continente se conecta com outro? Em oceanos remotos (os lugares mais vigiados na face da Terra), através de dúzias de cabos de internet se cruzando pelo chão do oceano.

Outro projeto que Trevor tem trabalhado por muitos anos é tentar rastrear e fotografar todos os satélites secretos em órbita ao redor do planeta. O que ele descobriu foi que acabou encontrando um rastro do que é chamado de x-30-7B (drone espacial americano secreto) que atualmente está na sua quarta missão. O escritor norte-americano Dan Brown disse que a humanidade não precisa mais de Deus, mas pode desenvolver uma nova forma de consciência coletiva, com a ajuda da inteligência artificial, que cumpra a função da religião.



Nota: O que você achou do vídeo?

quarta-feira, 8 de maio de 2019

Everything is a Remix: Tudo é um Remix

O remix nada mais é que o ato de combinar ou editar material já existente para produzir algo novo. O termo "remix" originalmente se aplica à música. Tornou-se proeminente ao final do século passado durante os tempos áureos do hip-hop, a primeira forma musical a incorporar amostras de gravações já existentes.


Hoje em dia, qualquer um pode remixar qualquer coisa, músicas, vídeos, imagens, o que for e distribuir globalmente na hora. E para fazer isso é desnecessário possuir ferramentas caras ou ter algum distribuidor ou habilidades. Remixar é arte popular e qualquer um pode fazê-lo. Ao mesmo tempo, essas técnicas de coletar material, combiná-lo e transformá-lo são as mesmas usadas em qualquer nível de criação.

Para ter uma ideia, a maioria dos sucessos de bilheterias apoiam-se bastante em material já existente. Basta você observar: Dos 10 filmes de maior sucesso dos últimos 10 anos, 74 em 100 são continuações, refilmagens ou adaptações de livros, histórias em quadrinhos, videogames e etc. Transformar o velho ao novo é um dos maiores talentos de Hollywood.

Como Isaac Newton disse uma vez, nos apoiamos em ombros de gigantes, que é o que ele estava fazendo quando adaptou a frase das palavras do filósofo Bernard de Chartres que dizia: "Somos comparáveis a anões encavalitados sobre os ombros de gigantesː vemos portanto, mais coisas do que eles viram e vemos mais longe do que eles. Qual a razão disto? Não é nem a acuidade do nosso olhar, nem a superioridade da nossa altura, mas porque somos transportados e elevados pela alta estatura dos gigantes".

Além disso, como diz no vídeo, o Steve Jobs às vezes era orgulhoso da história da Apple de copiar e dizia que nunca teve vergonha de roubar grandes ideias. No entanto, ele guardava grandes rancores de quem se atrevesse a copiar a sua marca. O documentário mostra que quando nós copiamos justificamos e quando outros copiam, nós desprezamos. Neste sentido, com o olho cego em direção na nossa própria mímica e impulsionada pela fé nos mercados e na propriedade, a propriedade intelectual aumentou o alcance original com interpretações mais amplas das leis existentes, nova legislação, novos domínios de cobertura e recompensas atraentes.



Nota: O que você achou do vídeo?

quarta-feira, 1 de maio de 2019

Etna apresenta 88 produtos em 60 segundos

Para apresentar o maior número de ofertas possível em apenas um minuto, a rede varejista de móveis Etna resolveu optar por anunciar de uma forma diferenciada e convidou o Caio Beatbox, artista e professor de beatbox em São Paulo, para interpretar a música feita exclusivamente com sons produzidos por ele.


A campanha intitulada "Catálogo Beatbox" criada pela agência Artplan em parceria com a produtora de áudio e filmes Play It Again, criou músicas usando os nomes dos produtos em diferentes ritmos, realizando diversos testes antes de chegar ao resultado final. Ao todo, foram cerca de oitenta e oito produtos com as maiores tendências do design, conforme relata a marca. Ao final, a marca convida o público para conferir os seus mais de 19 mil itens do catálogo. 

O objetivo é mostrar a diversidade de produtos, além de promover a marca. A campanha foi criada para o ambiente digital, uma vez que este tipo de propaganda possui um melhor apelo comercial e aderência ao público mais jovem. Confira o resultado final da música no vídeo logo abaixo.



Nota: O que você achou do vídeo?

sexta-feira, 26 de abril de 2019

Capitã Marvel descobre o que mudou na Terra

Presença confirmada no mais recente filme Vingadores Ultimato da Marvel, o Audi E-tron apareceu em vídeo promocional ao lado da Capitã Marvel. A campanha intitulada "The Debriefing" (O depoimento) traz a personagem de Brie Larson em sua reintrodução à sociedade após um longo período distante da Terra.



No vídeo, em tom de brincadeira, uma agente do governo mostra para a Capitã Marvel como aconteceram todos os eventos do último filme do grupo de super heróis (Vingadores: Guerra Infinita), os avanços na guerra contra o glúten, evoluções tecnológicas, como as redes sociais e celulares. Ao final, o comercial finaliza com a personagem das histórias em quadrinhos energizando o carro elétrico da Audi.

O modelo dirigido pela personagem do universo cinematográfico Marvel foi o primeiro passo da marca alemã em direção ao seu plano de eletrificação. Equipado com um motor elétrico capaz de gerar 408 cv, baterias com autonomia de 400 quilômetros. O SUV elétrico da Audi pode atingir 100 km/h em 5,7 segundos. A velocidade máxima chega perto dos 200 km/h. Confira o comercial no vídeo logo abaixo.


Nota: O que você achou do vídeo?

terça-feira, 16 de abril de 2019

Sea Shepherd mostra o som da vida marinha

Mergulhar a 126 metros abaixo do nível do mar pode reservar algumas surpresas bastante misteriosas. O mergulhador francês Guillaume Néry se tornou conhecido por suas extraordinárias performances debaixo d'água. Recentemente, ele publicou um vídeo no Twitter que despertou o espanto de muitos internautas.


O som que emanava estava vindo de um farol colocado no oceano perto de La Rochelle, na França, onde o navio Sam Simon estava atualmente em uma missão de combate a embarcações de pesca que capturam golfinhos em suas redes. No dia seguinte, por meio de um vídeo em sua rede social, o atleta forneceu uma resposta para todas as mensagens que recebeu e explicou que sua ação visava apoiar a ONG Sea Shepherd devido à extensa exploração do ser humano. 

O vídeo é uma combinação de 30 sons de animais morrendo (incluindo uma baleia perfurada por um arpão nas Ilhas Faroé, golfinhos capturados na uma rede de pescadores e uma agitação frenética de milhares de peixes aglutinados em redes de arrastão), explica a associação de defesa de animais marinhos em um vídeo publicado em seu site. A iniciativa além de ser um alerta do oceano, também tenta sensibilizar e mostrar a vulnerabilidade da vida marinha. Através desta mensagem, a ONG pede a todos para reduzir o consumo de peixe, lembrando que, segundo as Nações Unidas, se nada for feito para evitar a sobrepesca, os estoques de peixes entrarão em colapso em 2048. A campanha é da agência TBWA-Paris.



Nota: O que você achou do vídeo?

segunda-feira, 1 de abril de 2019

Políticos devolvem as milhas das passagens?

De acordo com os dados públicos disponíveis nos portais do Senado e da Câmara, os deputados federais e senadores brasileiros viajam, em média, cerca de duas vezes por semana de seus Estados de origem para o Distrito Federal em Brasília e de volta para casa, em voos pagos com dinheiro público exclusivamente.


As milhas geradas por esses voos costumam ser usadas em benefício próprio. O projeto vai gerar pressão na classe política para que essas milhas sejam usadas por quem realmente precisa viajar, seja por motivo de saúde ou para representar o Brasil em torneios esportivos, entre outras razões relevantes.

Por isso, no mês do consumidor, o instituto Reclame AQUI em parceria com a agência Grey lançou mais um projeto com o objetivo de pressionar deputados e senadores sobre um direito que é do cidadão: Milhas do Povo. E para divulgar essa iniciativa, o humorista Maurício Meirelles foi ao Congresso Nacional questionar alguns parlamentares sobre este tema. Em um vídeo disponibilizado nas redes sociais do Reclame AQUI e do humorista, Maurício pressiona alguns deputados e senadores, de diversos partidos, para que devolvam suas milhas à população.

Usando a hashtag #milhasdopovo, a população pode (e deve) pressionar os políticos nas redes sociais. O projeto completo está no website, onde qualquer brasileiro pode solicitar milhas para viajar, desde que apresente um motivo relevante. Os pedidos são avaliados por advogados do Instituto Reclame Aqui e, se aprovados, podem ser abraçados por qualquer político. Por isso, o instituto Reclame AQUI compromete-se, inclusive, a divulgar os nomes de todos os congressistas que se engajarem no projeto. 


Nota: O que você achou do vídeo?

segunda-feira, 25 de março de 2019

A garrafa de água potável à venda por 99,90

Na última sexta-feira (22) foi celebrado o Dia Mundial da Água. E para mostrar sua importância, a agência Publicis Brasil lançou a campanha intitulada "O valor da água" para lembrar o valor desse recurso natural. Em pontos de venda da rede foram espalhados estrategicamente cartazes informando o preço da água.


O fato curioso é que a garrafa de 510 ml de água mineral custava R$ 99,90, o que acabou surpreendendo os consumidores que circulavam pelo estabelecimento. O objetivo da campanha é lembrar que atualmente apenas 3% da água é potável e que, segundo um estudo da ONU (Organização das Nações Unidas), 45% da população mundial ficará sem água até 2025, o que a torna ainda mais valiosa até mesmo do que o próprio petróleo.

Além disso, a empresa se prontificou para mostrar que se importa com a água, pois também aproveitou o momento para informar aos seus consumidores que já reduziu 20% o consumo de água em suas lojas e programas de racionamento. Agora, a companhia está desenvolvendo embalagens sustentáveis para a água de sua marca própria. Ao final, o Carrefour faz um alerta: "Se a gente não usar água com consciência hoje, vai pagar um preço alto demais amanhã". Confira a ação no vídeo logo abaixo.


Nota: O que você achou do vídeo?

Buscar

 

Facebook

Publicações recentes


Parceiros

CupomVálido