segunda-feira, 21 de maio de 2018

A importância da pausa na hora do estresse

O mundo pode até estar em perigo, mas o sua pausa não. Partindo deste conceito, a nova campanha criada pela agência JWT ilustra situações cotidianas em contextos lúdicos em que uma pausa é a diferença entre uma explosão de estresse e a decisão de parar, respirar e enxergar as coisas com uma nova perspectiva.


Isso porque a KitKat (chocolate composto pela combinação de wafer coberta por chocolate criada em 1935 pela empresa Rowntrees da Inglaterra e que desde 1988 é produzida pela transnacional Nestlé, exceto nos Estados Unidos, onde o chocolate é produzido pela Hershey's), está de volta à mídia para lembrar as pessoas sobre a importância do momento de relaxamento na hora do estresse.

O primeiro filme da campanha, intitulado "Red Phone", traz a figura de um general que é interrompido em um momento crucial com o toque de um telefone. Do outro lado da linha há interlocutores inusitados que poderiam tirá-lo do sério se não fosse o KitKat ao seu alcance, proporcionando um bom de descanso. O filme em formatos 30" e 15" está sendo veiculado na TV em rede nacional, além disso foram produzidos conteúdos digitais utilizando os personagens para seguir a história.


Nota: O que você achou do vídeo?

sexta-feira, 11 de maio de 2018

Poder da solidariedade no combate ao câncer

Quando um paciente descobre que ele tem câncer, a preocupação começa a tomar conta da sua cabeça. É comum se deparar com pessoas assustadas neste momento e sem saber como lidar com a situação. Desde o diagnóstico até a sua recuperação, o carinho e apoio da família são muito importantes neste período.


Esse apoio, no entanto, não deve se restringir somente ao aspecto psicológico. O acompanhamento às consultas, o cuidado com a alimentação e a preocupação com a realização dos curativos em casa também são importantes. Durante o tratamento, o que eles mais precisam é de solidariedade. Apesar de ser a segunda maior causa de morte no mundo, segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), a cura acontece em 80% dos casos de câncer entre das crianças e adolescentes, se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados.

Recentemente, o Hospital de Câncer de Barretos mudou seu nome e passou a se chamar Hospital de Amor. E para apresentar essa mudança, a agência WMcCann em parceria com a produtora Zombie Studio e Loud, prepararam uma bela história através de uma animação em 3D, cujo tratamento contra o câncer é o amor. Com duração de 10 meses e seguindo uma linha de humanização nos cuidados e tratamentos da doença, onde o amor é maior que o medo, a campanha intitulada "A queda" retrata o impacto da doença na vida da pequena e valente Nina, que enfrentou corajosamente o câncer com o apoio de seus familiares, amigos e de toda equipe médica do hospital. Afinal, vencer o câncer é muito mais fácil quando estamos cercados por muito carinho e cuidado. A música se chama "Heart Full Of Love", interpretada pela cantora norte-americana Rebecca Peters e criada especialmente para a campanha por Felipe Vassão e Rafa Kabelo.



Nota: O que você achou do vídeo?

segunda-feira, 7 de maio de 2018

A grande questão: O que faz de nós humanos?

O que faz de nós humanos? Partindo desta questão, o jornalista, fotógrafo e ambientalista francês Yann Arthus-Bertrand explora todos os lados da humanidade percorrendo o mundo inteiro para tentar entender e desvendar a nossa verdadeira essência no documentário chamado "Human" que foi produzida em 2015.


O documentário reúne vários testemunhos de pessoas de todo o planeta sobre situações das suas vidas. O realizador teve como base entrevistas a mais de 2000 pessoas em 65 países. Na edição, foram escolhidas 110 entrevistas. Os temas abordados são, entre outros, o amor, a agricultura, a homossexualidade ou a migração. Entre os entrevistados, encontram-se personalidades conhecidas como Bill Gates, Ban Ki-moon, Cameron Diaz e o ex-presidente uruguaio José Mujica.

O filme foi financiado pela fundação Bettencourt Schueller, com a participação da fundação GoodPlanet, da France 2 (o principal canal de televisão público francês e o segundo mais visto na França) e da Google. Como aconteceu no documentário chamado "O mundo é a nossa casa", o filme não tem direitos autorais, pois foi disponibilizado gratuitamente e lançado em 60 países e 63 línguas. Existem várias versões: a versão longa para o cinema com duração de 3 horas e 8 minutos, uma versão dividida em três partes (01, 02 e 03) que está disponível na internet e uma versão encurtada que foi emitida na France 2.


Nota: O que você achou do vídeo?

quinta-feira, 3 de maio de 2018

Ikea mostra o quanto comerciais são odiados

Seria um pouco ousado fazer um comercial para falar o quanto odiamos os comerciais? Foi exatamente isso que a rede de móveis da Ikea resolveu fazer. A campanha recente intitulada "Where Life Happens" (Onde a vida acontece) criada pela agência Akestam Holst pretende retratar a autêntica vida sueca moderna.



O filme começa mostrando uma típica família assistindo a um drama emocionante na televisão, quando de repente, o intervalo comercial surge na tela. Neste momento, o garoto imediatamente sai da sala com seu tablet, e alguns segundos depois, a mãe diz o quanto ela odeia comerciais e então, resolve pegar o seu smartphone. Em seguida, o pai concorda dizendo que é uma porcaria e logo se afasta para fazer outra coisa. Por último, a mãe também se levanta e ficamos olhando somente para o sofá, no ponto em que a Ikea decide fazer sua própria propaganda.

Após isso, os preços aparecem na tela para promover alguns itens que estão na sala, como a almofada, a luminária que está ao lado do sofá, uma mesa de café e o próprio sofá de três lugares no qual eles estavam sentados. Diante disso, a gente fica imaginando quantas pessoas, mesmo assim, se levantarão para usar seus dispositivos móveis enquanto esse anúncio estava sendo exibido ou se a técnica de espelhamento, usada para criar uma ligação de sintonia e empatia de uma pessoa para outra conseguiu cumprir o seu papel de reter atenção e gerar alguma emoção por parte do público. O comercial está sendo veiculado nas televisões suecas, em cinemas e na internet. A direção é de Martin Werner, da Bacon.



Nota: O que você achou do vídeo?

sexta-feira, 27 de abril de 2018

A paródia do depoimento de Mark Zuckerberg

O canal Bad Lip Reading é conhecido por fazer dublagens em cima de outros vídeos, alterando o áudio e fazendo parecer que as pessoas estão realmente dizendo outra coisa. Nesta versão, eles transformaram o interrogatório que era sério de Mark Zuckerberg em uma paródia perante os senadores norte-americanos.


O depoimento começa com o senador perguntando: "Você está bem?" e Zuckerberg logo responde: "Só um segundo. Mãe, você poderia me dar o meu anel do Frodo?" (fazendo alusão ao Anel de Sauron no filme O Senhor dos Anéis) para talvez se esquiar ou ganhar um pouco mais de tempo para responder à pergunta. Em seguida, com a questão já resolvida, o senador então começa a levantar alguns outros pontos cruciais sobre a preocupação em torno das informações privadas dos usuários da rede social. Neste momento, Zuckerberg começa a fazer um barulho estranho ao beber sua água e acaba irritando o senador.

Em outra parte, o senador de forma bem-humorada diz: "Ouça garoto! Pisque se você não é uma lâmpada" e, na sequência, mostra Zuckerberg bem atento sem piscar os olhos. Após isso, o senador diz para ele: "Nós gostaríamos que você fizesse um pequeno sorriso para mostrar que você pode" e então, em seguida, o fundador do Facebook esboça um ligeiro sorriso no seu rosto e o senador emenda imediatamente: "Oh bons céus, isso é simplesmente horrível. Pelo resto do dia, você não vai mais fazer isso, por favor?".

A conversa então começa a tomar outros rumos bem estranhos (talvez devido aos senadores não possuírem o conhecimento suficiente sobre o assunto ou por apenas desinteresse) e o senador propõe outras questões inusitadas: diz em público que seu veículo está à venda e se o Zuckerberg estaria interessado em comprar o seu furgão; se o dono do Facebook gosta de dirigir e se ele concorda que Primeira Guerra Mundial foi horrível. Em outro momento, aparece o senador Lindsey Graham aparentemente distraído, cantando "Judy Moonlight" (talvez pelo tédio em torno da longa jornada do depoimento ou simplesmente pela falta de sintonia entre os dois) e o senador Ted Cruz perguntando ao Zuckerberg se ele gostaria de ser seu amigo.



Nota: O que você achou do vídeo?

sábado, 21 de abril de 2018

As curas proibidas que a indústria não te conta

Este documentário chamado "Curas Proibidas" do doutor Lair Ribeiro fala como funciona essa indústria do adoecimento através dos comprimidos que em geral são vendidos como milagrosos. No entanto, estatísticas mostram que eles não curam nada, ou seja, os remédios apenas remediam como o próprio nome já diz.


Por exemplo, você toma um remédio para o coração e às vezes o efeito colateral vem no estômago. Nisto, você resolve ir ao médico do estômago e ele te receita um medicamento para o estômago que pode dar um efeito colateral na cabeça. Em consequência disso, você acaba tendo depressão e decide ir ao psiquiatra. Você faz a consulta, ele te indica um remédio para depressão que poderá afetar outra parte do corpo. Neste estágio, você provavelmente já irá estar tomando cinco remédios simultâneos e desconhece qual era a sua doença inicial, pois ela já ficou lá pra trás.

Basta você acompanhar o número de casos de doenças crônicas (doença que não é resolvida num tempo curto), infarto (bloqueio do fluxo sanguíneo para o músculo cardíaco), derrame (danos ao cérebro devido à interrupção do fornecimento de sangue), alzheimer (doença progressiva que destrói a memória e outras funções mentais importantes) e câncer (doença em que as células anormais se dividem incontrolavelmente e destroem o tecido do corpo) aumentando ano após ano.

Apesar desse poderoso lobismo (grupo organizado com o objetivo de interferir diretamente nas decisões do poder público) da indústria farmacêutica, há um médico que resolveu quebrar esse silêncio e revelar as alternativas que podem ajudar você a ter uma vida saudável e de qualidade. Ao longo do documentário, Lair Ribeiro mostra algumas percepções interessantes, onde ele diz que 85% da verba do SUS foram gastas nos últimos dois anos de vida do brasileiro e o mito do colesterol que a indústria farmacêutica propaga.



Nota: O que você achou do vídeo?

quarta-feira, 11 de abril de 2018

O professor e a autêntica essência de ensinar

O professor sempre nos dizia: Devemos usar o nosso conhecimento em benefícios dos outros. Baseado em uma história verídica de um verdadeiro doador, a campanha intitulada "O professor eterno" mostra essa boa relação entre um ótimo professor com seus alunos e o quanto ele contribuiu para a vida de cada um.


Na Tailândia, o Dia dos Professores é uma data muito importante no calendário tailandês. Isso porque os tailandeses possuem antigas crenças e influências "animistas" (do latim animus, "alma, vida", ou seja, uma visão de mundo em que entidades não humanas possuem uma essência espiritual) que se misturaram ao budismo. E por existir há muito tempo como uma tradição popular, o costume é passado de geração em geração e destinada a formalizar a relação aluno-professor. A cerimônia desta tradição é observada em todas as escolas da Tailândia, no qual muitos graduados retornam para reconhecer seus tutores passados.

O objetivo da campanha é reforçar os valores culturais tradicionais dos tailandeses, além de destacar também a dedicação e o comprometimento dos professores na Tailândia que dão aos seus alunos. Ao longo dos anos, o professor educa centenas de médicos que posteriormente ajudarão a curar milhões de pessoas. Enquanto o professor dá o seu último suspiro, a sua intenção de continuar a educar depois de sua morte é revelada em uma carta doando o seu corpo para pesquisa médica. Ao final, o filme finaliza com a mensagem: "Eu sou um professor, mesmo morto continuarei ensinando (Primeiro doador de cadáver para educação médica da Tailândia)" para retratar que o professor nunca se aposenta.



Nota: O que você achou do vídeo?

Buscar

 

Facebook

Publicações recentes


Parceiros

CupomVálido