quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

E se a indústria do casamento fosse honesta?

Não há expressão de amor mais sincera do que um casamento luxuoso, certo? Há tempo atrás, o casamento era estratégico, ou seja, uma forma de ligar legalmente duas famílias para aumentar suas posses de terras. Hoje, poucos problemas podem ser revolvidos tirando dos seus filhos o direito de escolher o parceiro.


O canal de humor do Youtube chamado Cracked criou uma série de vídeos chamada "Publicidade Honesta" e no episódio "E se a indústria do casamento fosse honesta?", você verá como os casamentos atuais são feitos. Não é raro encontrar pessoas que sonham com o dia do seu casamento. Por trás deste sonho existe uma indústria que fatura milhões vendendo produtos acima do preço que é consideravelmente justo por meio da criação de uma demanda artificial. Dito isso, surge à questão: É possível colocar um preço no amor? O apresentador Roger Horton diz de forma bem-humorada que sim e ainda menciona que em média, o amor custa 31 mil e quinhentos dólares.

A sociedade concordou que seria estranho se os apaixonados não oferecessem um evento absurdamente caro onde seus parentes e amigos pudessem te ver beijar e ainda ter uma chance de ser opor, se quiserem, de preferência depois da comida. Em troca, os recém-casados recebem dinheiro e/ou presentes de uma lista pré-aprovada de coisas que você precisa ter para começar sua vida como casal. Na realidade, o casamento é um mercado a céu aberto facilitando a troca de presentes por bebida e uma refeição.


Nota: O que você achou do vídeo?

0  comentários:

Postar um comentário

Buscar

 

Facebook

Publicações recentes


Parceiros

CupomVálido

Arquivos