terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Você é o produto: Os custos dos sites gratuitos

Poucas pessoas aceitam pagar para acessar a um determinado site, já que foram acostumadas desde o seu início a conseguir tudo de forma gratuita na internet. Porém, o que quase ninguém observa é que os sites gratuitos também têm os seus preços. Nisto, você irá perceber que você não é o cliente e sim o produto.


O vídeo faz uma paródia com o famoso filme "The Matrix", onde ele nos mostra como é funcionamento da "internet gratuita" no qual conhecemos que, aliás, não é gratuita, pois você paga ele com sua identidade. Nisto, consta as páginas e pessoas que interagimos e até mesmo as palavras nas atualizações de status que são todas registradas e catalogadas. Após isso, os sites pegam essas informações, analisam e então, montam um perfil detalhado de quem nós somos, com os hábitos, as preferências e podem determinar a tolerância ao risco ou orientação sexual. Ao final, eles vendem essas informações aos anunciantes.

Além disso, o personagem da paródia nos mostra que esse deve ser um dos sistemas de propaganda mais invasivos (ou melhor, direcionadas) já inventados, até porque o site consegue determinar quem é mais vulnerável a um anúncio e aumentar a dose até que eles comprem cada vez mais. E tudo isso tem um preço, pois significa que estamos sob uma vigilância constante em troca dos serviços que recebemos "de graça". Ao final, o personagem também nos conta que para cada usuário que vigiam (por seus interesses, sua personalidade, as relações, a privacidade) eles ganham apenas 12 dólares, ou seja, abrimos mão dessa quantia para ceder muito mais que isso.


Nota: O que você achou do vídeo?

0  comentários:

Postar um comentário

Buscar

 

Facebook

Publicações recentes


Parceiros

CupomVálido