quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Olhar aprofundado sobre o nosso inconsciente

A cem anos atrás, uma nova teoria sobre a natureza humana foi divulgada pelo austríaco Sigmund Freud. Ele dizia ter descobertos forças primitivas, sexuais e agressivas ocultas no fundo das mentes de todos os seres humanos. Forças que, se não controladas levariam indivíduos e sociedades ao caos e à destruição.


Porém, o centro da história além do Freud, temos também o seu sobrinho Edward Bernays que é quase desconhecido hoje em dia, porém, ele é quase tão importante para o século 20 quanto seu tio. Porque Bernays foi a primeira pessoa a pegar as ideias de Freud sobre os seres humanos, e usá-las para manipular as massas. Ele mostrou as corporações americanas pela primeira vez como elas poderiam fazer as pessoas quererem coisas que elas não precisam ao associar bens de consumo aos seus desejos inconscientes.

Disto viria uma nova idealização política de como controlar as massas. Ao satisfazer os desejos egoístas das pessoas se pode fazê-las felizes, e portanto dóceis. Foi então o começo do "eu" consumista que viria a transformar o nosso mundo moderno. Se você observar, desde o nosso nascimento nós sofremos inúmeros condicionamentos. O tempo todo tem alguém tentando te convencer de alguma coisa, seja para incentivar ao consumo desenfreado sem necessidade, ou até mesmo para validar ideias e comportamentos.

O documentário chamado "Idioma Desconhecido" traz uma investigação sobre o nosso inconsciente, e toda vulnerabilidade social que ele traz. O filme conta com 15 entrevistados, entre eles os músicos Marcelo Yuka e Otto, o ator e humorista Gregório Duvivier, o artista plástico Eduardo Marinho, o escritor e quadrinista Lourenço Mutarelli, a psicóloga e hipnóloga Gilda Moura, e o psicanalista Pedro de Santi.


Nota: O que você achou do vídeo?

0  comentários:

Postar um comentário

Buscar

 

Facebook

Publicações recentes


Parceiros

CupomVálido