quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

O morador de lar para idosos vira Papai Noel

Inspirado no conceito "Momentos incríveis merecem durar para sempre", a nova campanha da Canon, em parceria com a agência Dentsu Brasil traz a história de Geraldo Armond, um senhor de 86 anos de idade, morador de um lar voltado para idosos, onde passará o seu primeiro Natal como Papai Noel por um dia.


Com uma rotina diária sempre previsível e sem esperanças de ter uma confraternização especial, seu Geraldo aceitou o convite de ser Papai Noel por um dia em um parque de diversões de São Paulo. As memórias desse dia, no entanto, não ficaram apenas registradas nas lembranças no "bom velhinho". Ao voltar para o no lar de idosos SBA Residencial, onde mora há um ano, seu Geraldo é surpreendido por diversas fotografias deste grande dia e, emocionado com a surpresa.

Ao final, seu Geraldo finaliza: "Eu não estou esperando a morte, eu estou aproveitando a vida". A produção é da Vetor Filmes com direção de Luiza Campos. Se você observar bem, a história também tem uma certa dose dramática em sua narrativa (no caso, ambos falam sobre a morte e desejo de ser amado), lembrando bastante o comercial de Natal que emocionou o mundo do ano passado, onde um senhor teve uma ideia inusitada para reunir todos os filhos no Natal, escrevendo uma carta sobre o seu suposto falecimento.


Nota: O que você achou do vídeo?

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Vídeo polêmico sobre a legalização das drogas

Uma campanha um tanto quanto polêmica de repressão às drogas está circulando pelas redes sociais. Nele, artistas conhecidos, como a atriz e cantora Leandra Leal, o ator Wagner Moura e o humorista Gregório Duvivier, entre outros, tentam explicar porque são a favor da legalização das drogas em nosso país.


O vídeo idealizado pelo CESEC (Centro de Estudos de Segurança e Cidadania) faz parte da campanha "Da proibição nasce o tráfico". A peça feita em formato de jogral ainda conta a participação de jornalistas, policiais, cientistas e ativistas que questionam a política de "guerra às drogas" e lembram as consequências dessa política para a sociedade como um todo. O objetivo é mostrar a ineficácia da "guerra" contra as drogas, além de afirmar que essa abordagem mata mais brasileiros do que as próprias substâncias.

Em nota, a diretora Julita Lemgruber do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania  afirma que "Por uma coincidência terrível, nosso vídeo vem à tona justamente no momento em que o Rio de Janeiro vive um aumento agudo e intenso dessa trágica guerra às drogas. O vídeo é essencial para lembrar que os danos causados pela política de guerra às drogas superam, em muito, os danos provocados pelo eventual uso abusivo de qualquer droga". No vídeo abaixo, você pode conferir os depoimentos dos artistas.



Nota: O que você achou do vídeo?

terça-feira, 22 de novembro de 2016

As armadilhas das promoções na Black Friday

A tradicional Black Friday está chegando e os consumidores estão ficando cada vez ficando mais atentos as conhecidas promoções de sites fraudulentos. Por isso, para alertar os consumidores para essas famosas propagandas mirabolantes de fim de ano, a agência Grey Brasil criou umas esquetes bem-humoradas.



Com o objetivo de estimular o público a pesquisar a reputação das lojas antes de comprar, a campanha criada pela agência Grey Brasil para o site do Reclame Aqui aborda algumas situações cotidianas que provavelmente a maioria das pessoas já devem ter experimentado na pele alguma vez. O comercial "Bônus para todos" retrata um diretor de empresa ganancioso que tenta enganar o consumidor com um prazer raro de vender os seus produtos (a publicidade cria falsas necessidades para tentar convencer você a comprar por impulso apenas porque algo estava mais barato) de má qualidade, faturar uma fortuna em um dia e ainda garantir um gordo bônus de fim de ano aos funcionários de sua empresa.

Além desta, há também outras situações como "Ignorando e-mails", empresários picaretas que acham que em pleno ano de 2016 o consumidor ainda vai cair na deles, "Bingo", empresários, que aproveitam a Black Friday para vender 4000 TVs, entregam apenas 20 e acham que vai ficar por isso mesmo e "O dobro do preço", aquele vendedor inescrupuloso que tenta enganar o consumidor. Ao final, a campanha assina com a mensagem: "Quando você pesquisa, ninguém te engana. Consulte antes de comprar na Black Friday. E se precisar, reclame".


Nota: O que você achou do vídeo?

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Polêmica por trás do experimento tendencioso

As reações dos profissionais de recrutamento ao avaliar fotografias de negros e brancos estão provocando enormes discussões nas redes sociais sobre o racismo. Isso porque a campanha criada pela agência Master Comunicação para o Governo do Estado do Paraná foi colocada de forma bem tendenciosa ao público.



Em uma sala de reunião, funcionários de recursos humanos devem opinar sobre quem são ou o que fazem as pessoas que estão nas fotografias. Nas imagens, negros e brancos executam as mesmas tarefas. No entanto, as impressões dos recrutadores mudam de acordo com a cor da pele em questão. No caso de uma mulher branca limpando uma bancada, os recrutadores avaliam que é alguém cuidando da própria casa. Porém, uma mulher negra, que aparece em situação semelhante é considerada uma empregada doméstica.

Outro exemplo é de homens vestidos de terno. Na fotografia em que aparece um modelo branco, ele é tratado como um profissional de finanças ou da área de recursos humanos. Já o negro, é considerado como um segurança de shopping. Ao final, a campanha finaliza o discurso dizendo que o nome desta prática se chama racismo institucional e ainda aponta através de dados estatísticos para embasar o argumento que a cor da pele influencia na vida profissional.

Em nota, o Governo do Estado do Paraná afirma que foi um experimento real, que aconteceu na noite do dia 10/11 em uma sala de Focus Group, em Curitiba. Participaram do teste os profissionais de recursos humanos reais, que foram divididos em dois grupos distintos e emitiram opiniões espontâneas às imagens apresentadas pelo mediador do experimento.



Nota: O que você achou da ação?

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

A John Lewis foi superada pelo seu discípulo

A rede varejista John Lewis, do Reino Unido, bastante conhecida por criar comerciais emocionantes de fim de ano como "The Journey", "The Bear and the Hare", "Give someone the Christmas they've dreaming of" e "Man On The Moon", desta vez deixou a desejar e ficou abaixo das expectativas com seu comercial.


Curiosamente, surgiu algo interessante nos últimos dias. Um estudante britânico de apenas dezoito anos de idade chamado Nick Jablonka de Bournemouth, na Inglaterra, recentemente resolveu criar uma animação voltada para o seu curso de comunicação. Porém, o que ele não esperava é que o seu trabalho tivesse tanto potencial e ficasse melhor que a versão original deste ano. A repercussão foi tanta que muitas pessoas acabaram achando que o seu trabalho fosse realmente da própria empresa da rede varejista.

O resultado disso foi que a agência de relações públicas, de Londres, acabou entrando em contato com o garoto para lhe oferecer um emprego ao estudante. O filme intitulado "The Snowglobe" (O Globo da Neve) criado pelo rapaz conta a história de um boneco de neve que aparece dentro de um globo e que conta os dias para que o Natal chegue logo, na esperança de conseguir um amigo. Ao final, a animação finaliza com a seguinte mensagem: "Appreciate the moments" (Aprecie os momentos). A trilha sonora se chama "Follow you, Follow me" da artista Adaline. Assista ao comercial no vídeo logo abaixo.


Nota: O que você achou do vídeo?

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Vítimas do Facebook, o lado oculto da internet

Os seres humanos, por natureza, são criaturas sociais. Uma de nossas necessidades mais básicas e primitivas é se conectar com os outros. Quando o telégrafo foi inventado, no século 19, ele mudou tudo e todas as inovações que vieram posteriormente na comunicação tinham o mesmo objetivo: aproximar as pessoas.



Na internet, nós gravamos a nossa vida, interagimos com os outros e, sem pensar, compartilhamos as nossas experiências. É como se fosse uma versão moderna de nossa necessidade primitiva. Porém, todo o compartilhamento tem um risco pessoal. No documentário chamado "Vítimas do Facebook" ele nos mostra as consequências de pessoas que compartilham suas informações pessoais através das mídias sociais e que tiveram suas vidas modificadas pelo Facebook, seja por meio de dependência, demissão do emprego, término de relacionamentos ou até mesmo prisões, tudo por causa de suas próprias publicações ou de outras pessoas, no Facebook.

Para dar um contexto maior aos eventos, essas histórias são intercaladas com reflexões de especialistas nas áreas de sociologia, segurança da internet e mídias contemporâneas. Neste sentido, surge a questão: Você já imaginou que um simples clique pode gerar um grande transtorno para a sua vida? O documentário mostra, por exemplo, o caso da adolescente Thessa. Para comemorar os seus 16 anos, ela criou um evento no Facebook convidando os seus amigos para uma festa, porém, ela esqueceu só de verificar as políticas de privacidade do site e, sem querer, acabou tornando o evento público. Resultado disso, uma multidão de jovens invadiu a rua de Thessa e transformou o local num caos.


Nota: O que você achou do vídeo?

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Coca-Cola sugere que nós agradeçamos mais

A famosa marca de refrigerantes deu a largada para as campanhas natalinas. Inspirada na gratidão, a Coca-Cola quer incentivar o reconhecimento de atitudes positivas entre os consumidores, até porque neste ano o gesto virá das pessoas, de quem realmente faz o Natal acontecer e deixa ano todo bastante especial.



Por isso, a companhia lançará embalagens especiais com dizeres como "Obrigado, família" e "Obrigado, amigo" para o fim de ano. No comercial da Coca-Cola, um garoto aparece distribuindo as garrafas de refrigerante para todos aqueles que fazem parte de sua vida, como seu pai, seu vizinho e até mesmo uma moça desconhecida que ele encontra pelo caminho. Ao final, o menino faz sua última entrega destinada para aquela figura lendária que sempre trouxe presentes aos lares de crianças bem-comportadas na noite da véspera de Natal.

Neste sentido, a campanha mostra que todo o bem que fazemos aos outros retorna para nós, pois o futuro é incerto e impossível prever o que irá acontecer no dia de amanhã. Então, faça o bem sem olhar a quem no dia de hoje, pratique a generosidade, respeite as diferenças, doe aquilo o que você puder sem esperar nada em troca, saiba levar as brincadeiras na esportiva e seja a mudança que você quer ver no mundo, pois o mundo vive dando voltas. Confira a campanha no vídeo logo abaixo.



Nota: O que você achou do vídeo?

Buscar

 

Facebook

Publicações recentes


Parceiros

CupomVálido
Jogos Friv

Arquivos