quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

E se a indústria do casamento fosse honesta?

Não há expressão de amor mais sincera do que um casamento luxuoso, certo? Há tempo atrás, o casamento era estratégico, ou seja, uma forma de ligar legalmente duas famílias para aumentar suas posses de terras. Hoje, poucos problemas podem ser revolvidos tirando dos seus filhos o direito de escolher o parceiro.


O canal de humor do Youtube chamado Cracked criou uma série de vídeos chamada "Publicidade Honesta" e no episódio "E se a indústria do casamento fosse honesta?", você verá como os casamentos atuais são feitos. Não é raro encontrar pessoas que sonham com o dia do seu casamento. Por trás deste sonho existe uma indústria que fatura milhões vendendo produtos acima do preço que é consideravelmente justo por meio da criação de uma demanda artificial. Dito isso, surge à questão: É possível colocar um preço no amor? O apresentador Roger Horton diz de forma bem-humorada que sim e ainda menciona que em média, o amor custa 31 mil e quinhentos dólares.

A sociedade concordou que seria estranho se os apaixonados não oferecessem um evento absurdamente caro onde seus parentes e amigos pudessem te ver beijar e ainda ter uma chance de ser opor, se quiserem, de preferência depois da comida. Em troca, os recém-casados recebem dinheiro e/ou presentes de uma lista pré-aprovada de coisas que você precisa ter para começar sua vida como casal. Na realidade, o casamento é um mercado a céu aberto facilitando a troca de presentes por bebida e uma refeição.


Nota: O que você achou do vídeo?

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Criança recebe grata surpresa dos seus colegas

Embora existam diversas maneiras de iniciar conversas sobre cuidados de acolhimento, uma organização norueguesa intitulada Fosterhjem conseguiu chamar a atenção de milhões de pessoas com um comercial surpreendente, destacando a importância de desenvolver uma comunidade presente e também solidária.


A história trata se passa dentro da sala de aula dentro em um desses orfanatos noruegueses com um garoto durante o intervalo do recreio. Na sequência, ele decide abrir sua lancheira na escola para ver o que tinha dentro. Porém, ele percebe que está vazia. É neste momento que ele então se levanta e decide ir até o corredor para beber um pouco de água. Ao retornar à sua mesa, ele é agradavelmente surpreendido.

A surpresa é porque sua lancheira está pesando um pouco mais, e ao abri-la, percebe que alguém decidiu compartilhar alguns de seus alimentos. Muito de seus colegas, cada um doando um pouco, conseguiu encher a lancheira do garoto, deixando-o com um grande sorriso e ajudando na sua alimentação. O vídeo transmite uma mensagem de que cada grão de areia, cada apoio que uma pessoa dá, pode servir para uma grande solução. Com a colaboração de todos, tudo é possível.


Nota: O que você achou do vídeo?

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Ceticismo: A cura milagrosa para seus males

Você está cansado daquelas famosas soluções milagrosas que trazem resultados iguais ao placebo e que pretendem mudar sua vida, só que nada acontece? Talvez você esteja precisando de ceticismo, a nova cura milagrosa que pretende atacar as raízes dos seus males, mudando totalmente a sua forma de pensar.


De forma bem-humorada, a apresentadora mostra que em 7 dias você irá questionar qualquer coisa ridícula em vez de engolir como um gordo culpado. Além disso, também há um depoimento de uma pessoa, onde ele diz que antes de encontrar o ceticismo, sua vida era pura enganação, uma vez que ele acreditava em qualquer coisa. Após a descoberta do ceticismo, ele diz que se tornou um ser humano menos detestável.

Na sequência, a apresentadora nos mostra que o ceticismo é totalmente portátil e que você pode usar ele em qualquer lugar, como em frente à televisão, com os seus amigos, subindo as escadas e até mesmo em eventos festivos. Ao final, a apresentadora diz para enviar um cheque de nove mil dólares em um envelope para a rua "Fui Enganado De Novo" que ela irá lhe enviar tudo o que precisa, incluindo grátis um livro de frases de ceticismo com sentenças úteis como: "Isso é besteira" e "Quando você diz 'estudos comprovam', poderia especificar quais estudos".



Nota: O que você achou do vídeo?

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

E se a propaganda de fast-food fosse honesta?

Você sabia que o seu cérebro pode ficar viciado com qualquer coisa, além de drogas e álcool? Pois bem, neste vídeo você verá de forma bem-humorada como as empresas fazem para criar a combinação perfeita de gordura, açúcar, sal e ainda conseguir estimular o vício das pessoas por comidas rápidas diariamente.


O canal de humor do Youtube chamado Cracked criou uma série de vídeos chamada "Publicidade Honesta" e no episódio "E se a propaganda de fast-food fosse honesta?", você verá como as lanchonetes fazem para atrair os consumidores. As estratégias vão desde contratar especialistas em imagem para oferecer o que as pessoas querem (não necessariamente o que precisam) até chegar ao resultado final de quando é criado um efeito atraente para deixar o sanduíche de músculo de galinha triturado com gordura com aparência e sabor irresistível.

Além disso, o apresentador também destaca algumas outras técnicas como oferecer comida a preços baixos (idealmente às pessoas em áreas de baixa renda) para fisgar as pessoas, brinquedos de plástico grátis em todas as refeições infantis para que as crianças possam de certa forma associar a marca a recompensa e alegria, parquinhos (gaiolas temporárias com piscina de bolinhas e escorregador) para atrair os pequenos e criar uma ilusão de atividade física.



Nota: O que você achou do vídeo?

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

O que há de errado com a mídia tradicional?

Muitos acreditam que a mídia deveria nos manter informados sobre tudo o que é importante. Porém, na maioria das vezes não é bem isso o que acaba acontecendo, ela direciona nossa atenção para manchetes empolgantes, enquanto os assuntos que deveriam ser mais importantes permanecem esquecidos.


Teoricamente, a mídia tem uma função muito importante em uma democracia, onde ela deveria dizer para audiência a se envolver com as questões da sociedade para então, forçar os políticos a fazer as mudanças necessárias e consequentemente, melhorar a sociedade. No entanto, o vídeo explica que a mídia foca mais nas atividades corriqueiras de poucas pessoas, em vez das grandes falhas sistêmicas que são difíceis de ver e muito menos atraente para descrever.

O curta-metragem mostra que dá mais dinheiro assustar as pessoas e deixar elas furiosas e impacientes perante aos desafios do que é certo e errado ou enfrentar filosoficamente a maldade humana do que fazê-los considerar racionalmente os perigos que os cercam e a melancólica aceitação da morte e também das concessões que fazemos. Se você perceber, muitas vezes a importância das notícias está sempre no que aconteceu nas últimas 24 horas, deixando de lado o que aconteceu a milhares de anos. Ao final, o vídeo explica que precisamos de celebridades melhores que possam fazer coisas boas para ajudar a nação.


Nota: O que você achou do vídeo?

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Você é o produto: Os custos dos sites gratuitos

Poucas pessoas aceitam pagar para acessar a um determinado site, já que foram acostumadas desde o seu início a conseguir tudo de forma gratuita na internet. Porém, o que quase ninguém observa é que os sites gratuitos também têm os seus preços. Nisto, você irá perceber que você não é o cliente e sim o produto.


O vídeo faz uma paródia com o famoso filme "The Matrix", onde ele nos mostra como é funcionamento da "internet gratuita" no qual conhecemos que, aliás, não é gratuita, pois você paga ele com sua identidade. Nisto, consta as páginas e pessoas que interagimos e até mesmo as palavras nas atualizações de status que são todas registradas e catalogadas. Após isso, os sites pegam essas informações, analisam e então, montam um perfil detalhado de quem nós somos, com os hábitos, as preferências e podem determinar a tolerância ao risco ou orientação sexual. Ao final, eles vendem essas informações aos anunciantes.

Além disso, o personagem da paródia nos mostra que esse deve ser um dos sistemas de propaganda mais invasivos (ou melhor, direcionadas) já inventados, até porque o site consegue determinar quem é mais vulnerável a um anúncio e aumentar a dose até que eles comprem cada vez mais. E tudo isso tem um preço, pois significa que estamos sob uma vigilância constante em troca dos serviços que recebemos "de graça". Ao final, o personagem também nos conta que para cada usuário que vigiam (por seus interesses, sua personalidade, as relações, a privacidade) eles ganham apenas 12 dólares, ou seja, abrimos mão dessa quantia para ceder muito mais que isso.


Nota: O que você achou do vídeo?

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

E se o comercial de refrigerante fosse honesto?

Está muito quente? Com bastante vontade de uma bebida? Que tal uma garrafa de doce gelada para ficar com mais sede, em vez de água para hidratar? E se esse refrigerante basicamente feito de xarope fosse tão ácido que pudesse danificar a pintura de um carro, não seria irresistível isso? Vamos olhar pelo lado bom.


O canal de humor do Youtube chamado Cracked criou uma série de vídeos chamada "Publicidade Honesta" e no episódio "E se o comercial de refrigerante fosse honesto?" mostra o que as empresas de refrigerantes fazem para deixar a bebida atraente ao grande público. Nele, você verá que companhias investem bilhões de dólares para, lentamente, fazer o público associar o produto à alegria, felicidade e união.

Além disso, outra forma bastante utilizada é colocar a palavra "diet" em algum lugar da lata para substituir os montes de açúcares com substâncias que são incompatíveis com a biologia humana e que nossos corpos nem as metabolizam, já que por sorte, temos a convicção que essas substâncias não causam nenhum dano permanente, exceto câncer de bexiga, em animais de laboratório e outros tipos de câncer em outros animais de laboratório. No final, o apresentador ainda fala sobre os custos, onde você vai pagar mais do que devia, até porque a garrafa é a parte mais cara do produto.



Nota: O que você achou do vídeo?

Buscar

 

Facebook

Publicações recentes


Parceiros

CupomVálido

Arquivos