quarta-feira, 21 de junho de 2017

A crítica bem-humorada a internet das coisas

Os produtos inteligentes podem ser burros se não forem desenvolvidos para se adequarem às necessidades humanas. Se você se sente enrolado na tecnologia, saiba que você não está sozinho, até porque conforme aumenta a quantidade de aparelhos conectados, a sua frustração com a tecnologia também aumenta.


Isso porque antes de conectar os produtos, temos que de fato nos conectar com pessoas. Pensando nisso, a agência sueca Forsman & Bodenfors criou para a empresa de tecnologia Semcon, a sua mais recente campanha intitulada "The Internet of S**t Song", baseada na clássica canção infantil "Dem Bones" (Os Ossos, sobre a constituição do nosso esqueleto), onde ela faz uma sátira com o alarde exagerado em torno da Internet das Coisas (IoT) e com a falta de preocupação com o usuário, além de lançar um leve olhar sobre o que pode acontecer com todos os nossos dispositivos inteligentes se esquecermos de envolver os usuários.

O desenvolvimento da Internet das Coisas (IoT) aponta para uma tendência de crescimento nos próximos anos. As previsões indicam que, em 2020, haverá 30 bilhões de produtos conectados, e os investimentos feitos no setor totalizarão 1,29 trilhão de dólares. Ao mesmo tempo, os levantamentos nos mostram que muitos consumidores têm dúvidas sobre a utilidade e a aplicação dessa tecnologia. De acordo com uma nova pesquisa conduzida pela Inizio/Semco, nada menos do que 60% dos entrevistados declararam que a tecnologia os deixam frustrados. Além disso, a tecnologia é o elemento mais frustrante do nosso dia a dia, à frente de problemas como engarrafamentos e vizinhos barulhentos.

O videoclipe abaixo que foi gravado na África do Sul, sob o comando de Hansie Visagie, se passa em um futuro não muito distante, onde, Alex, o fantoche, se enrosca em um emaranhado de fios para mostrar claramente a necessidade de uma abordagem mais focada nos humanos. Ao final, a campanha assina com a mensagem: "Just because it's connected, doesn't mean it's smart" (Só porque está conectado, não significa que seja inteligente). O cenário foi feito de papel e as marionetes foram criadas utilizando impressão 3D.



Nota: O que você achou do vídeo?

quinta-feira, 15 de junho de 2017

A realidade visceral sobre o sistema prisional

Dois pesos e duas medidas. Tem gente que rouba um shampoo e outro que rouba o banco, os dois estão no mesmo patamar. Há mais de 600 mil pessoas nas prisões brasileiras em condições subumanas. Quatro em cada dez nunca foram a julgamento, muitos com direito à liberdade, só que permanecem presos na cadeia.


Partindo do princípio que encarceramento em massa não é justiça, a agência JWT em parceria com a produtora Vetor Zero, criaram a campanha "Realidade Visceral" para a Rede Justiça Criminal utilizando o óculos de realidade virtual para levar as pessoas para dentro de uma cela superlotada para interagir com os presos em uma simulação bastante impactante e que irá fazer você refletir sobre o nosso sistema prisional.

O objetivo desta ação é justamente fazer com que as pessoas impactadas assinem uma petição online que propõe o debate sobre o tema de encarceramento em massa, com o intuito de conseguir atingir um número mínimo assinaturas para levar o abaixo-assinado até aos parlamentares no Congresso Nacional. Confira a história de Emerson Ferreira e a reação das pessoas ao experimentarem essa realidade no vídeo abaixo.



Nota: O que você achou da ação?

sábado, 10 de junho de 2017

Emocionante história da Volvo sobre o futuro

O homem, apesar de todo seu poder, o conhecimento e sua capacidade, mostra-se cada vez mais o lobo do homem. É mais superficial e menos humano. Há mais procura e menos encontro. Há mais capacidade de ter e menos coragem de ser. A tecnologia solucionou problemas e criou outros novos, difíceis de solucionar.


Criamos máquinas com a ilusão de nos servir, só que acabamos nos transformando em servos dessas mesmas máquinas e tecnologias. Aos poucos, vamos percebendo que tem algo um pouco estranho e, portanto, nasce a necessidade de uma mudança muito mais de valores do que de mecanismos. Diante disso, surge algumas questões: Qual o futuro que queremos? Será que a tecnologia está nos deixando menos humanos? O novo comercial da Volvo que foi batizada de "Moments" criada pela agência sueca Forsman & Bodenfors faz uma reflexão do quanto um momento pode afetar uma vida inteira.

O filme começa mostrando as expectativas de uma garota em seu primeiro dia de aula na escola e os seus vislumbres do que a vida pode reservar para ela nos próximos anos, desde viajar pelo mundo, conquistar sua casa própria até finalmente construir uma família. Então, a garota resolve ir sozinha à pé até a escola, enquanto sua mãe sai de casa guiando seu carro, tudo isso em um tom dramático. A menina se mostra um pouco descontente com a situação de ir para escola, só que a sua mãe tenta acalmá-la, mostrando à filha o lado positivo da vida.

Em uma fração de segundos quando a menina está atravessando a rua, aparece um Volvo XC60 bem na sua frente que está sendo guiado de forma desatenta pela sua própria mãe. Quando parece que a situação vai sair do eixo, o sistema de segurança do carro consegue detectar o obstáculo na sua frente e logo aciona seu dispositivo de emergência, tudo isso de forma automatizada pelo veículo. Ao final, o comercial assina com a mensagem: "Sometimes the moments that never happen, matter the most" (Às vezes, os momentos que nunca acontecem, são os mais importantes).



Nota: O que você achou do vídeo?

sábado, 3 de junho de 2017

Ensaio impactante dentro do salão de beleza

Todas as mulheres adoram cuidar dos seus cabelos. Por isso, a agência Genius Publicidade, de Cuiabá, resolveu criar a campanha "Different Haircuts" (Cortes Diferentes) para o supermercado BigLar, uma ação com a finalidade de mostrar a importância de um outro tipo de cuidado: a prevenção do câncer de mama.


Encarar uma doença como o câncer não é uma tarefa fácil. Mas, como fazer isso, pois além da doença, também é preciso enfrentar uma queda na autoestima? Pensando nisso, fizeram um ensaio fotográfico com mulheres que estavam sendo diagnosticadas com a doença e que precisaram raspar a cabeça para servir de referência para outras mulheres que estavam no salão de beleza.

Após o ensaio, criaram um book com mulheres reais em tratamento do câncer para conscientizar sobre a importância da doença e distribuíram nos salões de beleza para que outras pessoas pudessem escolher mudar seu visual e, quem sabe, ter a oportunidade de doar uma parte dos seus cabelos para contribuir com a causa. O resultado foi que a campanha se espalhou rapidamente através das redes sociais, aumentando em 22% o número de mamografias e, além disso, também um recorde 54% no número de doações.

Os cabelos serão doados para a ONG Rapunzel Solidária que produz perucas para mulheres em tratamento de câncer. Ao final, a campanha assina com a mensagem: "Esse é o nosso jeito de ser diferente pra você". A campanha foi desenvolvida e filmada no salão Belviso Face & Hair e se estenderá também nos salões: Maison Visage, Studio Leblô, Studio 278 e La Provence.



Nota: O que você achou da ação?

sexta-feira, 26 de maio de 2017

O grande sonho do garoto em ser astronauta

Quando uma pessoa desperta para um sonho grandioso e sobre ele lança toda a força de sua alma, todo o universo conspira a seu favor. Aliás, quantas vezes nos sacrificamos pelos nossos sonhos? Neste vídeo, irá mostrar a história de um garoto que sonhava todos os dias em ser um grande astronauta um dia na vida.


E para alcançar esse seu objetivo, ele começa a poupar, guarda o dinheiro do lanche, do fliperama e até mesmo dos brinquedos que ele gostava para atingir a sua meta: comprar um telescópio. Todos os dias, o menino passava em frente da loja e ficava admirado com a possibilidade de comprar o que ele queria. Após finalmente conseguir juntar o dinheiro suficiente, o garoto sai correndo até a loja com sua sacola recheada de moedas. Porém, neste momento ele se deparada com uma surpresa inesperada. 

Curiosamente, o vídeo faz parte de uma campanha publicitária de um banco tailandês chamado Kiatnakin Bank, no intuito de mostrar que a companhia tem uma solução para todos aqueles que têm um sonho. Ao final, a campanha assina com a seguinte mensagem: "Become a better you" (Torne-se um você melhor, na tradução literal), ou seja, independentemente de algo pareça estar muito distante, temos que manter o foco de nossos sonhos e evitar que desistamos, até porque tudo faz parte da construção do que somos.



Nota: O que você achou do vídeo?

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Um olhar aprofundado sobre a nova geração

A agência de publicidade Talent Marcel lançou nesta quarta-feira (17), um estudo chamado "Mind The Gap" sobre o comportamento dos jovens, narrado pela apresentadora Didi Wagner. Este documentário pretende desmistificar o universo desta nova geração, além de também apresentar as novas possibilidades.



Essa expressão chamada de Mind The Gap significa "Cuidado com o vão", ou seja, ela é uma advertência para o comboio de passageiros, pois por vezes há uma grande vala entre a porta e a plataforma. Ele foi introduzido em 1969 pelo Metro de Londres. A frase é tão associada ao metro que se vende camisetas com a frase imposta a um símbolo do transporte local.

Seja para ser, dizer ou fazer o que quiser, esse novo momento no qual estamos vivendo surgiu para que nós possamos questionar o qual futuro que queremos, além de perceber como será nossa vida daqui a 30 anos. A revolução da informação empoderou o indivíduo, permitiu aos blogs ganharem mais leitores frente a grandes jornais, youtubers sejam mais assistidos que estúdios milionários e aplicativos desbanquem indústrias inteiras. Essa revolução aumentou o poder de questionamento das pessoas, seja ela contra o governo, a mídia e as marcas. No fim das contas, a revolução da informação influencia também o conceito que o jovem tem sobre hierarquia, ou seja, quando um impõe algo e o outro obedece sem questionamento.

Ora, se por um lado essa nova geração precisa demonstrar a sua imagem positiva a qualquer custo, nem que para isto, precise fazer verdadeiros absurdos pela bandeira de um grupo, por outro, essa geração consegue ter acesso ao conhecimento, processar a informação e difundir com muito mais facilidade. O documentário feito em parceria com o Multishow reúne 54 horas de conversas com 21 especialistas, 90 jovens de todas as classes sociais, diferentes gêneros e idades pesquisados em profundidade e 500 jovens de todo Brasil em pesquisa quantitativa.



Nota: O que você achou do vídeo?

terça-feira, 9 de maio de 2017

Vacinação infantil através da realidade virtual

Era uma vez, um papai e uma mamãe que levaram o filho para ser vacinado e, de repente, não teve choro! Parece mundo da fantasia ou mágica, não é mesmo? É exatamente isso que a tecnologia da realidade virtual está fazendo na nova ação do Hermes Pardini, a "VR Vacina", desenvolvida pela agência Ogilvy.


Quando a criança chega a unidades específicas da rede em São Paulo para ser vacinada, vai logo recebendo seus óculos de realidade virtual. É assim que a mágica acontece: enquanto ela é transportada para um universo lúdico em um vídeo 360°, o enfermeiro logo prepara a vacina para ser aplicada. Pelas lentes, nada de ampolas ou agulhas, só um "novo amiguinho" (um personagem no estilo dos jogos de RPG online) que pede ajuda para se tornar um herói e salvar todo o reino. 

O momento em que a criança vê o personagem colocando o "poder especial" em seu braço é, na verdade, o instante exato em que o enfermeiro aplica a vacina. O resultado? A maioria se diverte com a aventura, encara o medo da agulha e fica com a sensação de ter, de fato, se tornado um herói. Por enquanto, ainda é um projeto piloto, só que previsão é que, ainda no mês de junho, a ação seja replicada para as demais unidades próprias do Hermes Pardini em São Paulo, Minas Gerais e Goiânia.



Nota: O que você achou da ação?

Buscar

 

Facebook

Publicações recentes


Parceiros

CupomVálido

Arquivos