quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Por que a beleza importa em nosso cotidiano?

Este é um documentário chamado "Why Beauty Matters" (Por que a beleza importa?) produzido pelo canal de televisão escocês da BBC e apresentado pelo filósofo e escritor inglês Roger Scruton, cuja especialidade é a estética, num provocante ensaio sobre a importância da beleza como fonte essencial em nossas vidas.


Nele, o filósofo diz que o momento que nos deparamos com a beleza de alguém é porque vislumbramos nela a luz da eternidade, brilhando de uma fonte divina, além deste mundo. E através desta busca da beleza, modelamos o mundo como um lar, fazendo uma espécie de amplificação de nossas alegrias e o consolo para nossas tristezas de nosso cotidiano.

Além disso, Scruton explica que, em vez de se concentrar na beleza, a arte moderna visa romper tabus morais para ganhar notoriedade. As obras modernas de artistas como Mark Rothko, Franz Kline, Damien Hirst e Tracey Emin, que vendem milhões, perderam seus verdadeiros valores estéticos. Ele explica que os valores espirituais foram substituídos por materiais, com o estabelecimento artístico promovendo a arte como um investimento, em vez de algo a ser olhado.

Neste sentido, o filósofo também argumenta que no século XX, a arte, arquitetura e a música viraram as costas à beleza, fazendo um culto à fealdade e levando-nos a um deserto espiritual. Usando o pensamento de importantes filósofos como Platão, Kant e conversando com artistas como Michael Craig-Martin e Alexander Stoddart, Scruton analisa onde a arte ocorreu mal e apresenta sua apaixonada proposta para restaurar a beleza à sua posição tradicional no centro da nossa civilização.



Nota: O que você achou do vídeo?

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

A polêmica em torno da campanha do governo

De modo geral, um grande problema em muitas pessoas é não ter o hábito da leitura. Ler não é somente juntar letras e formar as palavras. O fundamental significa interpretar para decodificar a mensagem. No entanto, todas essas mensagens podem ser interpretadas de formas bastante diferentes por cada indivíduo.


Isso porque a decodificação depende do histórico de vida de cada pessoa. A campanha intitulada "Gente boa também Mata" de conscientização criada pela agência Nova/sb para o Ministério dos Transportes que alerta o perigo de usar o celular enquanto dirige é um bom exemplo disso. Ora, ter liberdade de expressão para dizer tudo o que você tem para falar sem se importar com o que os outros pensam é ser autêntico e de vez em quando, também pode gerar algumas risadas, o que acaba estimulando o cérebro para liberar endorfina e serotonina, substâncias responsáveis pela sensação de prazer e bem-estar. 

Porém, quando esse limite tênue entre o que é comédia e ofensa, entre o que é legal e aquilo que gera intermináveis discussões judiciais pode ser prejudicial. Nesta onda de intolerância, preconceito e pessoas que seguem rigorosamente o politicamente correto nos dias atuais com o intuito de agradar a todos, fazer algo provocativo que estimule a reflexão do indivíduo será uma ótima saída para aumentar o engajamento, além de servir de instrumento base para revermos o que de fato tem importância, evitando julgamentos e usando o tempo para fazermos a diferença em prol de todos.



Nota: O que você achou do vídeo?

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Descubra o que o Papai Noel pediu de presente

Todos os anos eles recebem diversos pedidos e deixam mais doce o Natal de milhares de crianças. Porém, ninguém nunca perguntou o que o Papai Noel gostaria de ganhar no Natal. Pelo menos até agora. Foi pensando nisso que surgiu a ideia de criar uma surpresa para o bom velhinho nesta data que é tão especial.


Por isso, a ideia foi inverter a ordem dos papéis e presentar aqueles que fazem desta data, a alegria de muitas crianças. Desta forma, a marca foi atrás destas pessoas para tentar encontrar alguns profissionais que encarnam essa icônica figura há anos e, por meio de seus familiares e amigos, descobrir o que eles gostariam de ganhar de presente. O que eles não esperavam é que a pessoa presenteada seria ele mesmo.

A campanha intitulada "Papai Noel do Papai Noel" criada pela agência Leo Burnett Tailor Made mostra a emoção dos Papai Noéis recebendo seu bolo de Natal feito com a marca da União. A produção é da Bubble Gam, com direção de cena de Hugo Gomez e fotografia de Alexandre Samori. O som é da Antfodd, com produção de Lou Schmidt, Vinicius Nunes e Wilson, Brown. O resultado você confere no vídeo abaixo.



Nota: O que você achou da ação?

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

ONG convida a deixar os estereótipos de lado

Segundo a Universidade de Cambridge, o brinquedo que uma menina ou um menino brinca contribui com o estereótipo social. Muitos brinquedos como casinhas e fogões, se localizam em setores específicos para meninas nas lojas, assim como jogos de aventura, ferramentas e carrinhos ficam na área para meninos.


Por isso, a ONG Bandeiras Brancas (movimento sem fins lucrativos que visa através de ações criativas de comunicação a espalhar a paz) está convidando as pessoas a repensarem sobre os presentes que darão as crianças neste Natal, além de combater os estereótipos de gênero. Na carta, a pequena Laura de apenas 8 anos de idade narra as suas frustrações ao velhinho, pois nos últimos anos ela ganhou sempre as mesmas coisas, ou seja, apenas maquiagens, casinhas e fogões de brinquedo.

Segundo a menina, ela gostaria de ter mais aventuras em suas brincadeiras. A obra, que foi baseada em situações do cotidiano, busca incentivar pais, mães, padrastos, madrastas, padrinhos e tios a escolherem outras opções de presentes neste Natal visando quebrar esses estereótipos. De acordo com a ONG, a ideia é criar diversas situações vivenciadas e contadas pelo olhar de uma criança, para combater preconceitos e estereótipos, visando mudar comportamentos da sociedade.



Nota: O que você achou da ação?

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

O morador de lar para idosos vira Papai Noel

Inspirado no conceito "Momentos incríveis merecem durar para sempre", a nova campanha da Canon, em parceria com a agência Dentsu Brasil traz a história de Geraldo Armond, um senhor de 86 anos de idade, morador de um lar voltado para idosos, onde passará o seu primeiro Natal como Papai Noel por um dia.


Com uma rotina diária sempre previsível e sem esperanças de ter uma confraternização especial, seu Geraldo aceitou o convite de ser Papai Noel por um dia em um parque de diversões de São Paulo. As memórias desse dia, no entanto, não ficaram apenas registradas nas lembranças no "bom velhinho". Ao voltar para o no lar de idosos SBA Residencial, onde mora há um ano, seu Geraldo é surpreendido por diversas fotografias deste grande dia e, emocionado com a surpresa.

Ao final, seu Geraldo finaliza: "Eu não estou esperando a morte, eu estou aproveitando a vida". A produção é da Vetor Filmes com direção de Luiza Campos. Se você observar bem, a história também tem uma certa dose dramática em sua narrativa (no caso, ambos falam sobre a morte e desejo de ser amado), lembrando bastante o comercial de Natal que emocionou o mundo do ano passado, onde um senhor teve uma ideia inusitada para reunir todos os filhos no Natal, escrevendo uma carta sobre o seu suposto falecimento.


Nota: O que você achou do vídeo?

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Vídeo polêmico sobre a legalização das drogas

Uma campanha um tanto quanto polêmica de repressão às drogas está circulando pelas redes sociais. Nele, artistas conhecidos, como a atriz e cantora Leandra Leal, o ator Wagner Moura e o humorista Gregório Duvivier, entre outros, tentam explicar porque são a favor da legalização das drogas em nosso país.


O vídeo idealizado pelo CESEC (Centro de Estudos de Segurança e Cidadania) faz parte da campanha "Da proibição nasce o tráfico". A peça feita em formato de jogral ainda conta a participação de jornalistas, policiais, cientistas e ativistas que questionam a política de "guerra às drogas" e lembram as consequências dessa política para a sociedade como um todo. O objetivo é mostrar a ineficácia da "guerra" contra as drogas, além de afirmar que essa abordagem mata mais brasileiros do que as próprias substâncias.

Em nota, a diretora Julita Lemgruber do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania  afirma que "Por uma coincidência terrível, nosso vídeo vem à tona justamente no momento em que o Rio de Janeiro vive um aumento agudo e intenso dessa trágica guerra às drogas. O vídeo é essencial para lembrar que os danos causados pela política de guerra às drogas superam, em muito, os danos provocados pelo eventual uso abusivo de qualquer droga". No vídeo abaixo, você pode conferir os depoimentos dos artistas.



Nota: O que você achou do vídeo?

terça-feira, 22 de novembro de 2016

As armadilhas das promoções na Black Friday

A tradicional Black Friday está chegando e os consumidores estão ficando cada vez ficando mais atentos as conhecidas promoções de sites fraudulentos. Por isso, para alertar os consumidores para essas famosas propagandas mirabolantes de fim de ano, a agência Grey Brasil criou umas esquetes bem-humoradas.



Com o objetivo de estimular o público a pesquisar a reputação das lojas antes de comprar, a campanha criada pela agência Grey Brasil para o site do Reclame Aqui aborda algumas situações cotidianas que provavelmente a maioria das pessoas já devem ter experimentado na pele alguma vez. O comercial "Bônus para todos" retrata um diretor de empresa ganancioso que tenta enganar o consumidor com um prazer raro de vender os seus produtos (a publicidade cria falsas necessidades para tentar convencer você a comprar por impulso apenas porque algo estava mais barato) de má qualidade, faturar uma fortuna em um dia e ainda garantir um gordo bônus de fim de ano aos funcionários de sua empresa.

Além desta, há também outras situações como "Ignorando e-mails", empresários picaretas que acham que em pleno ano de 2016 o consumidor ainda vai cair na deles, "Bingo", empresários, que aproveitam a Black Friday para vender 4000 TVs, entregam apenas 20 e acham que vai ficar por isso mesmo e "O dobro do preço", aquele vendedor inescrupuloso que tenta enganar o consumidor. Ao final, a campanha assina com a mensagem: "Quando você pesquisa, ninguém te engana. Consulte antes de comprar na Black Friday. E se precisar, reclame".


Nota: O que você achou do vídeo?

Buscar

 

Facebook

Publicações recentes


Parceiros

CupomVálido
Jogos Friv

Arquivos