quinta-feira, 18 de maio de 2017

Um olhar aprofundado sobre a nova geração

A agência de publicidade Talent Marcel lançou nesta quarta-feira (17), um estudo chamado "Mind The Gap" sobre o comportamento dos jovens, narrado pela apresentadora Didi Wagner. Este documentário pretende desmistificar o universo desta nova geração, além de também apresentar as novas possibilidades.



Essa expressão chamada de Mind The Gap significa "Cuidado com o vão", ou seja, ela é uma advertência para o comboio de passageiros, pois por vezes há uma grande vala entre a porta e a plataforma. Ele foi introduzido em 1969 pelo Metro de Londres. A frase é tão associada ao metro que se vende camisetas com a frase imposta a um símbolo do transporte local.

Seja para ser, dizer ou fazer o que quiser, esse novo momento no qual estamos vivendo surgiu para que nós possamos questionar o qual futuro que queremos, além de perceber como será nossa vida daqui a 30 anos. A revolução da informação empoderou o indivíduo, permitiu aos blogs ganharem mais leitores frente a grandes jornais, youtubers sejam mais assistidos que estúdios milionários e aplicativos desbanquem indústrias inteiras. Essa revolução aumentou o poder de questionamento das pessoas, seja ela contra o governo, a mídia e as marcas. No fim das contas, a revolução da informação influencia também o conceito que o jovem tem sobre hierarquia, ou seja, quando um impõe algo e o outro obedece sem questionamento.

Ora, se por um lado essa nova geração precisa demonstrar a sua imagem positiva a qualquer custo, nem que para isto, precise fazer verdadeiros absurdos pela bandeira de um grupo, por outro, essa geração consegue ter acesso ao conhecimento, processar a informação e difundir com muito mais facilidade. O documentário feito em parceria com o Multishow reúne 54 horas de conversas com 21 especialistas, 90 jovens de todas as classes sociais, diferentes gêneros e idades pesquisados em profundidade e 500 jovens de todo Brasil em pesquisa quantitativa.



Nota: O que você achou do vídeo?

terça-feira, 9 de maio de 2017

Vacinação infantil através da realidade virtual

Era uma vez, um papai e uma mamãe que levaram o filho para ser vacinado e, de repente, não teve choro! Parece mundo da fantasia ou mágica, não é mesmo? É exatamente isso que a tecnologia da realidade virtual está fazendo na nova ação do Hermes Pardini, a "VR Vacina", desenvolvida pela agência Ogilvy.


Quando a criança chega a unidades específicas da rede em São Paulo para ser vacinada, vai logo recebendo seus óculos de realidade virtual. É assim que a mágica acontece: enquanto ela é transportada para um universo lúdico em um vídeo 360°, o enfermeiro logo prepara a vacina para ser aplicada. Pelas lentes, nada de ampolas ou agulhas, só um "novo amiguinho" (um personagem no estilo dos jogos de RPG online) que pede ajuda para se tornar um herói e salvar todo o reino. 

O momento em que a criança vê o personagem colocando o "poder especial" em seu braço é, na verdade, o instante exato em que o enfermeiro aplica a vacina. O resultado? A maioria se diverte com a aventura, encara o medo da agulha e fica com a sensação de ter, de fato, se tornado um herói. Por enquanto, ainda é um projeto piloto, só que previsão é que, ainda no mês de junho, a ação seja replicada para as demais unidades próprias do Hermes Pardini em São Paulo, Minas Gerais e Goiânia.



Nota: O que você achou da ação?

terça-feira, 2 de maio de 2017

Confronto do toureiro contra um velociraptor

As tradições das touradas acontecem na Espanha e também no sul da França, Por lá, as touradas foram consideradas como parte do Patrimônio Imaterial e Cultural francês. A FLAC (Federação Francesa de Luta pela abolição das touradas) quer mudar esse cenário em defesa dos direitos e do bem-estar dos animais.


Com a ajuda da agência francesa BETC, de Paris, foi criado um vídeo para mostrar a obsolescência desta prática, conscientizar sobre essa crueldade com os animais que estão associadas com as touradas, além de retratar a grande importância de que nós devemos evoluir para evitarmos ficar no passado. No filme, o velociraptor aparece no lugar de um touro para ressaltar o quanto é absurdo e cruel essa tradição, onde o sofrimento do animal que é totalmente desnecessária, ainda permanece até os dias atuais para benefício de diversão pública.

A produção é da Unit Image, os mesmos criadores de jogos de animação, como Call of Duty, Final Fantasy XV e Assassins Creed. Desta vez, eles usaram as suas habilidades em efeitos especiais para simular um velociraptor contra o touro durante uma tourada. Apesar de ser imagens de animação geradas através do computador, elas são fortes, uma vez que a sua intenção é refletir o sofrimento dos touros.



Nota: O que você achou da ação?

terça-feira, 25 de abril de 2017

A primeira farmácia da felicidade do mundo

Você sabia que adotar um cachorro abandonado pode ser o segredo para você conseguir melhorar a saúde e também o bem-estar da sua família? Pensando nisso, a agência portuguesa FCB, de Lisboa, juntou-se a três associações de proteção dos animais na intenção de incentivar a adoção de cães abandonados nos canis.


Nas farmácias encontramos medicamentos que nos ajudam a aliviar sintomas e até a curar muitas doenças. Mas há males que só podem ser curados com amor. Durante um dia a Farmácia Central de Alhandra foi a Farmácia da Felicidade e os seus medicamentos com nomes sugestivos, como "motiva-Cão" ou "confor-Rafeiro", foram substituídos por "alternativas" peludas, felizes e cheias de amor para dar. O humorista português e ator Pedro Fernandes deu a cara por esta campanha e exerceu a função de farmacêutico.

É isso que a Farmácia da Felicidade oferece aos seus clientes: muito amor, carinho e alegria. Em vez dos tradicionais medicamentos, a empresa sugeriu a companhia de um animal sem lar. Um tratamento não apenas divertido como comprovadamente eficaz no tratamento de alguns males dos tempos modernos como a depressão, solidão, sedentarismo, ansiedade e alergias. Ao final, a campanha finaliza com a mensagem: "Sentir-se feliz é o melhor remédio", mostrando de forma clara que adotar um animal é bom para a sua saúde e para a deles também, pois afinal, o remédio certo pode fazer maravilhas.


Nota: O que você achou da ação?

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Seios cantores alertam contra câncer de mama

Vídeos virais, além do humor, podem difundir mensagens de conscientização. Foi pensando nisso que a campanha da ONG MACMA (Movimiento Ayuda Cáncer de Mama) fez. A agência argentina David encontrou uma forma de contornar a proibição destes tipos de vídeos nas mídias sociais sobre os mamilos femininos.


A campanha "Todos amam las tetas" evita o problema da censura removendo os mamilos femininos dos seios e substituindo-os por bocas, que cantam elogios aos peitos, bem como alertam para os perigos de não verificá-los regularmente. O objetivo desta iniciativa é conscientizar as pessoas de forma bem-humorada sobre o câncer de mama e, além disso, destacar de forma clara e sem censura como as mulheres devem realizar o autoexame, dada sua importância para a detecção precoce da doença.

De acordo com os diretores criativos Joaquin Cubria e Ignacio Ferioli da agência, ele dizem que devido à censura foi o que levaram eles a procurarem novas maneiras de contorná-lo, desta vez mostrando os peitos para aumentar a conscientização sobre a importância de cuidar do que eles amam, além de fornecer apoio financeiro para aqueles que trabalham na detecção precoce. A produção é da Landia. No ano passado, a campanha "Man Boobs" conquistou o Grand Prix For Good do Festival de Criatividade em Cannes.



Nota: O que você achou do vídeo?

sábado, 15 de abril de 2017

Paródia sobre o escândalo da United Airlines

Desde que um passageiro David Dao foi arrastado à força no último domingo, a bordo do voo 3411 que ia de Chicago para Louisville, no Estado americano de Kentucky da United Airlines, o tema não saiu mais dos noticiários. Além desta reação negativa, o fato teve impacto no valor de mercado da companhia aérea.


Tudo isso porque a companhia resolveu vender mais bilhetes do que assentos disponíveis a bordo. E quando chegou a hora da decolagem, simplesmente a empresa resolveu escolher de forma aleatória 4 passageiros que teriam que ser removidos por livre espontânea vontade. O fato é que três saíram, só que um não quis. Desta forma, o fato lamentável acabou acontecendo. Porém, os usuários da internet não costumam perdoar estes fatos. Aproveitando a polêmica deste episódio, o apresentador e humorista Jimmy Kimmel resolveu fazer uma paródia em seu programa em cima deste caso.

O anúncio começa dizendo: "Bem-vindos à United Airlines. Aqui fazem o que nós dizemos, quando nós dizemos e não haverá problema. Entendido?", explicado pela assistente de bordo, com um sorriso simpático no rosto que contrasta com a mensagem que está sendo transmitida. Após isso, caso os problemas surjam, acrescenta a funcionária, os passageiros serão "expulsos do avião ao pontapé". Ao final, ela finaliza: "Se resistires, batemos-te com tanta força que usarás a tua própria cara como flutuador".



Nota: O que você achou do vídeo?

terça-feira, 4 de abril de 2017

Você já imaginou conversar com obras de arte?

No Brasil, mais de 70% da população nunca esteve num museu ou alguma instituição cultural. Parte deste público se sente distante desse tipo de instituição por entender que o ambiente não dialoga com eles. Diante disso, a agência Ogilvy criou o projeto "A Voz da Arte" em parceria com a Pinacoteca de SP e a IBM.



A partir da quarta-feira (5), a Pinacoteca estará aberta ao público. Na chegada à Pinacoteca, os visitantes receberão um dispositivo com o aplicativo A Voz da Arte. Ao caminhar pelo museu, o público receberá notificações sobre a proximidade de obras interativas e serão estimulados a fazer perguntas para a obra que estiver mais próxima. Toda essa interação será realizada por áudio e voz em português. Além disso, os deficientes auditivos também podem participar desta experiência por meio de conversa escrita.

Educadores e curadores da Pinacoteca de SP fizeram a seleção de algumas obras do acervo do museu, e trabalharam junto com o Watson (coletando milhares de perguntas e dúvidas que os visitantes do museu possuíam sobre as obras) para ensiná-lo sobre diversos temas. Para isso, a equipe da IBM utilizou APIs de entendimento de linguagem natural e sistema de voz disponíveis no IBM Bluemix em conjunto com as capacidades cognitivas de aprendizado do Watson. Para quem se interessar em ver essa experiência tem até 5 de junho (quarta a segunda, entre 10h e 17h) para conhecer mais sobre essas obras.

A campanha levanta uma questão fundamental sobre a essência do ser humano que é de relacionar com outras pessoas de carne e osso. Aliás, por que estamos preferindo conversar com máquinas ao invés de alguma pessoa que esteja próxima? Será que estamos ficando antissociais e não nos satisfaz mais estar com outra pessoa? De acordo com a psicóloga e pesquisadora do MIT (Massachusetts Institute of Technology) Sherry Turkle, a explicação para isso é que talvez as pessoas esperassem mais da tecnologia e menos um do outro, até porque robôs sociais dariam a nós a ilusão do companheirismo sem as exigências da amizade.


Nota: O que você achou da ação?

Buscar

 

Facebook

Publicações recentes


Parceiros

CupomVálido

Arquivos