terça-feira, 26 de maio de 2020

O futuro para a realidade: A distopia na China

O século XXI proporcionou uma profunda mudança em nossos hábitos. O avanço tecnológico aumentou a facilidade e conveniência com as quais realizamos as mais diversas tarefas do dia a dia. Porém, sendo a tecnologia uma ferramenta, pode ser usada para promover a liberdade ou a escravidão de uma sociedade.


Hoje, líderes políticos que compreendam o estado da arte da tecnologia tem em mãos ferramentas de controle muito superiores às usadas pelos maiores ditadores da história. Em particular, a China tem feito um grande esforço para se tornar a pioneira nesta arte, produzindo mecanismos de controle e vigilância que alguns políticos jamais seriam capazes de sequer conceber.

No ocidente, as primeiras denúncias sobre o sistema chinês de crédito social vieram de fontes pouco conhecidas. Isto gerou um certo grau de desconfiança que, em parte, nos permitia ignorar o problema e evitar ter que encarar a realidade nos dias atuais. Hoje, já não é possível ignorá-lo: o sistema está sendo colocado em prática com vários programas de monitoramento e silenciando a liberdade de expressão.

Diante disso, surgem algumas questões: Se o governo chinês está disposto a usar este mecanismo para dizer o que as pessoas devem fazer sem a liberdade de escolha, com qual interesse ele buscará trazer estas tecnologias também para outros países, incluindo o Brasil? Até que ponto nossos representantes na política compreendem estas restrições? E como o presidente do Brasil deverá lidar com esta situação, em um país profundamente ligado à China, do ponto de vista comercial? Confira o documentário no vídeo abaixo.



Nota: O que você achou do vídeo?

0  comentários:

Postar um comentário

Buscar

 

Facebook

Publicações recentes


Parceiros

CupomVálido