segunda-feira, 18 de julho de 2022

O valor da privacidade por Glenn Greenwald

Glenn Greenwald foi um dos primeiros repórteres a ver e escrever a respeito dos arquivos de Edward Snowden, com suas revelações sobre a ampla vigilância dos Estados Unidos sobre cidadãos comuns. Nesta palestra feita no TED, Greenwald defende as razões pelas você precisa se importar com a privacidade.

Pessoas que dizem que privacidade não é importante tomam diversas precauções visando a proteger sua privacidade. Usam senhas em suas contas de e-mail e redes sociais, usam fechaduras nas portas de seus quartos e banheiros, tudo para evitar que outras pessoas entrem naquilo que consideram seu espaço e vejam aquilo que elas não querem que os outros vejam.

O jornalista também conta que Eric Schmidt (presidente e ex-chefe executivo da Alphabet, anteriormente denominada Google) ordenou que seus subordinados na empresa deixassem de comunicar com a revista online CNET, depois que ela publicou um artigo cheio de informações pessoais e particulares dele e obteve exclusivamente em buscas no Google e utilizando outros produtos da companhia.

Essa mesma contradição ocorreu com Mark Zuckerberg (CEO do Facebook) em uma entrevista em 2010, quando ele tinha anunciado que a privacidade não é mais uma "norma social". Após isso, Mark e sua esposa compraram não só sua própria casa, como também todas as quatro casas próximas, em Palo Alto, por um total de 30 milhões de dólares, para garantir que tivessem uma zona de privacidade, evitando que outras pessoas monitorassem sua rotina privada.

Após isso, Glenn diz que isso é da natureza humama, pois quando estamos sendo monitorados, observados, nosso comportamento acaba mudando e ficamos mais conformistas e submissos, além das possibilidades de comportamento que poderíamos ter se reduzem ao acharmos que estamos sendo observados, isso porque a vigilância em massa cria uma prisão mental, muito mais eficaz que a força bruta. Ao final, ele cita a ativista social Rosa Luxemburg: "Quem não se movimenta, não sente as correntes que o prende".

Nota: O que você achou do vídeo?

0  comentários:

Postar um comentário

Buscar

 

Facebook

Publicações recentes


Parceiros

CupomVálido